menu.jpg

GT HISTÓRIA E SAÚDE







gthistoriaesaude@gmail.com
 
Apresentação  

A partir da produção de vários trabalhos que tematizam História e Saúde no Rio Grande do Sul, um grupo de pesquisadores vinculados a ANPUH-RS decidiu fundar o GT História e Saúde no VII Encontro Estadual de História, realizado em Pelotas, em 2004. Houve a apresentação de diversos trabalhos, que resultaram na publicação de um Dossiê sobre o tema na História em Revista, da Universidade Federal de Pelotas, em 2005. 

Esses pesquisadores organizaram o I Simpósio Gaúcho de História e Saúde, em 2005, na Universidade Federal de Santa Maria, e organizam Simpósios temáticos nos demais eventos da ANPUH-RS.
 

Contatos com o GT e contribuições para esta página - artigos, eventos, sugestões de leituras - podem ser encaminhadas para o e-mail
gthistoriaesaude@gmail.com.

 
Membros 
 
Ana Paula Korndörfer 
Licenciada em História pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos, 2005) e Mestre em História pela mesma Universidade (Unisinos, 2007). Atualmente é Doutoranda em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS, bolsista CNPq), desenvolvendo projeto de pesquisa sobre a cooperação entre o governo estado do Rio Grande do Sul e a Fundação Rockefeller na área da saúde na década de 1920.

Beatriz Teixeira Weber

Licenciatura plena em História concluída em 1986, mestrado em História na UFRGS em 1992, doutorado em História Social do Trabalho na UNICAMP em 1997, pós-doutorado em História da Ciência na FIOCRUZ em 2005. Professora associada na UFSM desde 1989. Autora do livro As Artes de Curar, medicina, religião, magia e positivismo na República rio-grandense. Santa Maria/Bauru: EdUFSM/EDUSC, 1997 e vários artigos em periódicos. Área de interesse: História da medicina, história da homeopatia, espiritismo
e história.

Cláudia Tomaschewski
Licenciada em História pela UFPel (2005), Mestre em História pela PUCRS (2007), Especialista em Sociologia e Política pela UFPel (2009). Atua na área de História, com ênfase nos seguintes temas: história da assistência, instituições de caridade no Brasil, elites e filantropia, inserção do Estado na distribuição de cuidados à população, profissionalização da medicina. Possui experiência na organização de arquivos históricos. Atualmente é doutoranda em História pela PUCRS, bolsista do CNPq, com projeto de pesquisa sobre a distribuição de assistência nas cidades de Porto Alegre e Pelotas entre 1848 e 1928.

Daiane Brum Bitencourt
Licenciada e Bacharel em História pela PUCRS (2008). Atualmente é mestranda em História pela mesma universidade. Desenvolve pesquisa sobre a temática da Arqueologia e História da Medicina, Práticas e Práticos populares de cura no século XIX em Porto Alegre.
 
Diádiney Helena de Almeida
Bacharel e Licenciada em História pela UFRJ (1996) e Mestre em História das Ciências e da Saúde pela Casa de Oswaldo Cruz, Fiocruz (2010). Atualmente, professora substituta do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, campus de Araxá. Interesse na temática de História da Medicina e Práticas populares de cura no século XIX e XX.

Éverton Reis Quevedo
Possui graduação em Licenciatura Plena em História pela Universidade Federal de Santa Maria (2002) e mestrado em História das Sociedades Ibéricas e Americanas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2005). Atualmente é pesquisador do Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul e doutorando em História pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Tem experiência na área de História, com ênfase em História Regional do Brasil, atuando principalmente nos seguintes temas: história, saúde pública, hanseníase, nova história cultural, acervos e museus.

Felipe Almeida Vieira
Licenciado e Bacharel em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2003 e 2007). Atualmente é aluno de Mestrado no Programa de Pós Graduação em História da UFRGS como bolsista do CNPq, pesquisando sobre a atuação do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul no processo de regulamentação da medicina na década de 1930 e a publicação do “Panteão Médico Rio-grandense” (1943). Participou do projeto "Análise do desenvolvimento da medicina através do acervo médico da Santa Casa", executado entre 2002 e 2004 pelo Museu Joaquim Francisco do Livramento da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. Entre 2004 e 2007 atuou como historiógrafo no Centro de Documentação e Pesquisa da Santa Casa, desenvolvendo atividades no campo da museologia, educação patrimonial, arquivologia e pesquisa documental.
Áreas de interesse: História da Medicina; Estado Novo e Rio Grande do Sul; Identidades sociais e grupos profissionais; Memória e História.


Gabrielle Werenicz Alves
Graduada em História pela UFRGS em 2008, Mestranda do PPG em História da PUCRS.
Áreas de pesquisa: saúde pública, políticas para a saúde, história das instituições de saúde, história das doenças e das epidemias.


Henrique Fortuna Cairus 
Cursou a graduação em Letras (Português - Grego) na Universidade Federal do Rio de Janeiro, graduação em Letras (Português - Literaturas) na Universidade Federal do Rio de Janeiro, o Mestrado em Letras Clássicas na Universidade Federal do Rio de Janeiro (1994) e o Doutorado em Letras Clássicas na Universidade Federal do Rio de Janeiro (1999). Atualmente é Professor Associado da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Presidente da Sociedade Brasileira de Estudos Clássicos e desenvolve pesquisa de pós-doutorado junto ao Programa de Pós-Graduação em Letras Clássicas da Universidade de São Paulo (USP). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Línguas Clássicas, atuando principalmente nos seguintes temas: história das idéias médicas, literatura grega clássica, Corpus hippocraticum, língua grega e tragédia grega. Página individual: www.letras.ufrj.br/proaera/cvhc.htm
 
Juliane C. Primon Serres - Coordenadora
Possui graduação em Licenciatura em História pela Universidade Federal de Santa Maria (2001), mestrado e doutorado em História pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2004 e 2009, respectivamente), e mestrado em Museologia pela Universidade de Granada (Espanha). Atualmente dirige o Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul. Tem experiência na área de História, com ênfase em História Regional, História da Saúde, atuando principalmente nos seguintes temas: hanseníase, história da saúde pública, história oral, pesquisa histórica.

Leonor Baptista Schwartsmann
Médica pela UFRGS. Especialista em Pediatria (FFFCM) e Saúde Pública (IMEC). Bacharel e Mestre em História pela PUCRS. Doutoranda do PPG em História da PUCRS. Atualmente Diretora do Memorial do Rio Grande do Sul e Presidente da Asociação Gaúcha de História da Medicina. Desenvolve pesquisa sobre atividade de Médicos italianos no RS e as condições de especialização médica nas décadas iniciais do século XX.
 
Lizete Oliveira Kummer
Graduada em História, Mestre e Doutora em História pela UFRGS com a tese "A psiquiatria forense e o Manicômio Judiciário do Rio Grande do Sul: 1925-1941", defendida no Programa de Pós-Graduação em História do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 2010. Historiadora do Núcleo de Pesquisa em História do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da UFRGS. Áreas de interesse: história da medicina, da psiquiatria, da psiquiatria forense e da criminologia.

Lorena Almeida Gill
Possui graduação em História pela Universidade Federal de Pelotas (1988), mestrado (1998) e doutorado em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2004). É professora Adjunta da Universidade Federal de Pelotas, do Departamento de História e Antropologia e Coordenadora do Colegiado do Curso de História. Tem experiência na área de História, com ênfase em História Contemporânea, atuando principalmente nos seguintes temas: cidade, imigração, gênero, história oral, mundo do trabalho e saúde e doença. Faz parte do corpo docente permanente do Mestrado em Ciências Sociais.

Marcelo Xavier Parker
Bacharel em Comunicação Social – Jornalismo pela PUCRS (2005), Especialista em História do Brasil Contemporâneo pela FAPA (2009), Mestrando em História pela Unisinos (2010-1012), bolsista Capes. Áreas de interesse: História da Medicina, Imigração, História e Imprensa, Religião e Religiosidades.

Nádia Maria Weber Santos 
Mestre e Doutora em História (UFRGS). Médica Psiquiatra. Pesquisadora EST/FAPERGS. Autora dos livros: Histórias de vidas ausentes: a tênue fronteira entre a saúde e a doença mental (Passo Fundo, Editora da UPF, 2005) e Histórias de sensibilidades e narrativas da Loucura (Porto Alegre, Ed. da Universidade/ UFRGS, 2008). Autora de vários artigos sobre a relação história, loucura e literatura, com publicações no Brasil e na França. Coordenadora do GT de História Cultural-RS, gestão 2006-2008. Áreas de pesquisa: representações e sensibilidades sobre saúde, doença, com ênfase na questão da loucura e história da Psiquiatria.

Nikelen Acosta Witter
Possui graduação em História pela Universidade Federal de Santa Maria (1997), mestrado em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1999) e doutorado em História pela Universidade Federal Fluminense (2007). Atualmente é professora do Centro Universitário Franciscano - UNIFRA (Santa Maria, RS) e Coordenadora do Curso de Especialização em História. Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil Império, atuando principalmente nos seguintes temas: história cultural, práticas de cura, história da medicina, história regional e crenças. 
 
Sandra da Silva Careli
Licenciatura (1990), Bacharelado (1996) e Mestrado (1997) em História pela UFRGS. Professora da FAPA. Atua na área de História, com ênfase nos seguintes temas: Gênero e práticas de cura, História da Medicina na República Velha e História das práticas sociais de controle da natalidade.

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player