menu.jpg

25/08/2008 | Versão para Impressão

Retratos da Medicina em Jaguaro

O Museu de História da Medicina do RS (MUHM) inaugurou 19, em Jaguarão, a exposição itinerante Retratos da Medicina: A história Médica do Rio Grande do Sul. A mostra ficará exposta na Casa de Cultura Pompílio Neves de Freitas (Praça Dr. Alcides Marques, 89) até 08 de setembro. A exposição Retratos é uma iniciativa do MUHM e do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (SIMERS) e já percorreu 21 cidades gaúchas com fotografias, livros e materiais que contam um pouco sobre a trajetória médica no Estado desde o século XVIII.

Durante o evento, além dos pronunciamentos do prefeito Henrique Edmar Knor Filho, da diretora do SIMERS MD. Ariadene Duarte e da diretora do MUHM, a historiadora Juliane Serres, que ressaltaram a importância de levar eventos culturais como este, e em especial sobre a História da Medicina, o público tomou conhecimento de algumas histórias que têm relação com personagens locais.

Entre os personagens da história da medicina retratados na mostra está o médico e político Carlos Barbosa. Nascido em Pelotas, em 8 de abril de 1849 e falecido em Jaguarão no ano de 1934, Carlos Barbosa foi governador do Rio Grande do Sul (1908-1912), senador, deputado e secretário de Estado. Durante seu governo, apoiou a Faculdade de Medicina de Porto Alegre, onde foi professor honorário. É nome de rua em cidades gaúchas e em Melo, no Uruguai, e dá nome a um município gaúcho e ao Museu Carlos Barbosa, em Jaguarão, que conserva cortinas, móveis, roupas e perfumes em seus lugares, como se a família médico fosse chegar a qualquer instante.

Outra curiosidade foi a presença do padre da cidade, Guilherme Panatieri, neto do primeiro negro a formar-se no Rio Grande do Sul, pela Faculdade de Medicina de Porto Alegre, em 1922: o MD. Luciano Raul Panatieri, também retratado na mostra. O médico trabalhou na capital gaúcha e em Rio Pardo, onde inspirou a criação, por seus filhos, do Espaço Cultural Panatieri. O interesse pela literatura o levou ao Grêmio Riopardense de Letras. O pároco de Jaguarão ficou bastante feliz e entusiasmado em ver a história da sua família sendo valorizada, e prometeu conhecer a sede do MUHM, em Porto Alegre, em breve.

A música também esteve presente na inauguração da mostra Retratos: o maestro Uruguay Moreira, regente do Coral Municipal Jorge Pagliani, interpretou o Canto Jaguarense, hino oficial do Município, em apresentação em voz e violão que emocionou até mesmo quem veio de fora, pela beleza da música e o envolvimento do público, que cantou do início ao fim.

A exposição Retratos é uma realização do MUHM e do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul e no município conta ainda com a Delegacia Regional do SIMERS em Pelotas, além da Casa de Cultura Pompílio Neves de Freitas e da Secretaria Municipal de Cultura. A mostra fica à disposição do público a partir do dia 20, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.


Sede

Além das exposições itinerantes, o Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul tem sua sede em Porto Alegre, na avenida Independência, 270, bairro Centro, onde continua com a exposição Mulheres e Práticas de Saúde: Medicina e Fé no Universo Feminino, que foi prorrogada até 1º de outubro. Mais informações podem ser obtidas pelo fone (51) 3029.2900, pelo e-mail museu@simers.org.br ou ainda pelo site www.muhm.org.br.



Galeria de fotos


Retratos da Medicina em Jaguarão
Diretora do MUHM,
Historiadora Juliane Serres


Retratos da Medicina em Jaguarão
Maestro Uruguay Moreira interpretando o
Canto Jaguarense

Retratos da Medicina em Jaguarão
Panorâmica da mostra na
Casa de Cultura Pompílio Neves de Freitas


Retratos da Medicina em Jaguarão
Comunidade médica presente na inauguração da mostra
Retratos da Medicina


Retratos da Medicina em Jaguarão

Historiadora Juliane Serres, diretora do MUHM (E),
MD. Ariadene Duarte, diretora do SIMERS, conversam
com o padre Guilherme Panatieri,
neto do MD. Luciano Raul Panatieri


Retratos da Medicina em Jaguarão
Padre Guilherme Panatieri, ao lado do painel de seu avô,
MD. Luciano Raul Panatieri




Jaguarão
Equipe do MUHM/SIMERS em visita ao
Museu-Casa do MD. Carlos Barbosa, ciceroneados pelo
maestro Uruguay Moreira




Compartilhe:


Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player