menu.jpg

22/10/2009 | Versão para Impressão

[Nova Exposio ] Compartilhando Memrias: o MUHM e seus doadores

 
Veja como foi e venha visitar a exposição

Acesse o link EXPOSIÇÕES e veja os painéis.



 Notícia

Compartilhando Memórias
Inaugurada nesta sexta-feira (16) no Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul (MUHM) para comemorar o Dia do Médico e o aniversário de 2 anos da instalação do museu na Beneficência Portuguesa (av. Independência, 270, Centro de Porto Alegre), a exposição ''Compartilhando Memórias: o MUHM e seus Doadores'' homenageia aqueles que ajudaram e continuam ajudando a compor o acervo do museu, por meio de doações de objetos, livros, fotografias e outros documentos.
 
No evento de hoje também foi lançado e entregue em primeira mão aos presentes a publicação "Simers: Trajetória de Lutas e Conquistas", marcando os 78 anos do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul, entidade que é a mantenedora do museu e cuja história mistura-se à dos próprios gaúchos. Esse é um presente, no Dia do Médico, que será entregue a todos os médicos associados ao sindicato.
 
Exposição
Segundo o diretor do museu, o historiador Éverton Quevedo, essa é uma exposição que vai direto ao objetivo principal da existência do MUHM: constituir acervos, cuidando de sua preservação, conservação, organização e divulgação, além de ser um promotor e incentivador de pesquisas sobre a história médica no Estado. ''O acervo do museu é formado por doações, e já conta com 2 mil objetos museológicos, aproximadamente 5 mil livros e 10 mil documentos, entre raridades nacionais e estrangeiras e amplo material digitalizado para pesquisa, e tudo isso veio de médicos ou familiares de médicos e comunidade, não só de Porto Alegre, mas de todo o estado'', explica. 
 
Personalidades e personagens
Fotos, documentos e biografias como a do médico, poeta e escritor Aureliano de Figueiredo Pinto, doações da sua neta Maura Pinto de Freitas e de sua bisneta Aline Visentini.

Outro exemplo é o do acervo dos Schlatter, que com vários médicos na família, reúne fotografias e objetos que são presença garantida nas exposições do museu, graças à atuação e dedicação da doadora e amiga do museu Olga Schlatter.


Vídeo
O vídeo homônimo "Compartilhando Memórias" apresenta entrevistas que abordam o estudo da Medicina, trabalho, técnicas antigas e histórias pessoais. O material foi produzido pelo fotodocumentarista Felipe Henrique Gavioli a partir dos depoimentos de médicos e familiares de médicos que doaram acervos e registrarm com o MUHM as suas memórias. 



Imagens Acervo MUHM


MD. Gabriel Schlatter no curso de partos 

Médico Aureliano de Figueiredo Pinto (ao centro) e sua equipe, na cidade de Santiago




Poema de autoria de Aureliano de Figueiredo Pinto – Lenço Farroupilha





Médico Gabriel Schlatter e grupo de alunas do Curso de Partos 1909


Cirurgia de Bócio operada pelo MD. Gabriel Schlatter
Registro fotográfico de paciente de cirurgia de Bócio operada pelo médico Gabriel Schlatter



MUSEU DE HISTÓRIA DA MEDICINA DO RIO GRANDE DO SUL 

Histórico

Em 2004, o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul iniciou um trabalho de recuperação da memória da Medicina intitulado “Memória Médica”. Para conseguir as informações necessárias, foi realizada uma campanha, através da revista do sindicato, para mobilizar e incentivar médicos e comunidade a doar acervos museológicos, arquivísticos e bibliográficos. A resposta foi imediata, e o Acervo Histórico SIMERS começou a tomar forma, com doações de todo o estado. Novas campanhas foram realizadas, e o material continuou chegando.
 
Em 2006, já com um acervo considerável o Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul foi oficialmente criado, sendo a primeira instituição do gênero no RS. No dia 18 de outubro de 2006, Dia do Médico, o MUHM foi lançado à comunidade, juntamente com a exposição Retratos da Medicina: a história Médica no Rio Grande do Sul.
 
Exatamente um ano depois, o museu ganhou uma sede, e passou a ocupar a parte frontal do prédio histórico do Hospital Beneficência Portuguesa, Centro de Porto Alegre. Desde então a mostra Retratos tornou-se itinerante e até o final de 2009 já terá visitado mais de 30 municípios.
 
No mundo virtual o museu trouxe A História do Sindicalismo Médico no Rio Grande do Sul, que aborda a trajetória do SIMERS e as conquistas da categoria médica em uma exposição que pode ser acessada de qualquer lugar do mundo pela Internet no endereço www.muhm.org.br/sindicalismo
 
Ações Educativas
Os alunos que visitam o MUHM participam de oficinas sobre a mostra vigente. Há diversas oficinas para diferentes faixas etárias que enfocam suas memórias e a relação delas com as exposições e temas vistos no museu, além de incentivar o cuidado com os diferentes tipos de patrimônio existentes.
 
Essas ações podem ser conhecidas pelo seu hot site www.muhm.org.br/educativo, que inclui informações sobre agendamento, datas disponíveis e fotos de visitas já realizadas.
 
Doações de acervo
O museu continua em permanente campanha para enriquecer ainda mais o seu. Os contatos são feitos pelo e-mail museu@simers.org.br ou pelo fone (51) 3029.2900.

 

 

  


 


Compartilhe:


Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player