menu.jpg

23/04/2010 | Versão para Impressão

Cncer de mama, Gripe A e uso de crack e outras drogas so temas do Ciclo de palestras Preveno

Até 22 de abril Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul (MUHM) traz ao Quintas no Museu o Ciclo de Palestras “Prevenção”, às 18h30min na Sala Rita Lobato (av. Independência, 270, Centro), sempre com um médico presente para discutir temas como câncer de mama, Gripe A e uso de drogas, em especial o crack. A entrada é gratuita e aberta a toda a comunidade.



Na primeira semana, 08 de abril - Dia Mundial de Luta Contra o Câncer e um dia após o Dia Mundial da Saúde - a médica Beatriz Bohrer do Amaral falou sobre “Mitos e verdades sobre o câncer de mama”. Especialista em Diagnóstico por Imagem da Clínica Radimagem, que mantém o projeto “Mulher e Saúde”, Beatriz Amaral é também uma das responsáveis pela introdução no Rio Grande do Sul do método Linfonodo Sentinela importante passo para o combate ao câncer de mama. A médica foi uma das pioneiras no RS a usar metodologia de diagnóstico Densitometria Óssea, pioneirismo que foi destacadouma das médicas que foram destaque na exposição “Mulheres e Práticas de Saúde”, há dois anos. 

A segunda semana, dia 15 de abril, foi dedicada a esclarecer dúvidas e falar sobre aspectos preventivos sobre a Gripe A, que possui calendário de vacinação em andamento para diversas faixas etárias da população.  A palestra "Doenças Emergentes e Reemergentes: Pandemia de Influenza A H1N1" foi ministrada por Alethéa Sperb, médica pediatra sanitarista, Coordenadora do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde/Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS) da Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul. 

Alethea Sperb

O encerramento do ciclo, no dia 22, foi com a palestra “Como enfrentar o crack?”, ministrada pelo médico psiquiatra Felix Henrique Kessler, vice-diretor Centro de Pesquisa em Álcool e Drogas do Hospital de Clínicas/UFRGS. Kessler é doutorando em Psiquiatria pela universidade, onde é convidado do departamento de Psiquiatria desde o ano 2000. Especialista em dependência química, coordenou o núcleo da área na Sociedade de Psiquiatria do Rio Grande do Sul e supervisiona a internação do programa de álcool e drogas do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Ganhador de prêmios por trabalhos científicos pela Associação Brasileira de Estudos sobre o Álcool e Outras Drogas (ABEAD), da qual é membro efetivo.

 

 

 


 

Oficina de Conservação de Acervos por Museu de História da Medicina do RS.O Museu de História da Medicina realiza, além de Exposições e Ações Educativas, eventos como Saraus Líricos e Ciclos de Palestras.

Estes eventos ocorrem geralmente às quintas-feiras às 18h30min, dentro do projeto QUINTAS NO MUSEU, na Sala Rita Lobato.

Oficina de Conservação de Acervos
realizada em janeiro de 2010



Compartilhe:


Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player