menu.jpg

07/05/2010 | Versão para Impressão

Sarau Lrico de maio traz Decpolis de Andrade e Elda Pires

PRÓXIMO SARAU: Excepcionalmente na 2ª quinta-feira do mês 10 DE JUNHO devido ao feriado de Corpus Christi.

Veja como foi o de 06 de maio:



O Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul traz na primeira quinta-feira de maio (06) o tenor Decápolis de Andrade e a pianista Elda Pires para interpretar obras de Falvo, Giordani, Händel, Gambardella, Lara, Verdi e Puccini, com comentários do médico Aury Hilário, responsável pela Agenda Lírica de Porto Alegre. A edição terá a participação especial das sopranos Adriana Navarro e Cinthia Barcelos, alunas do tenor.

Previsão de programa:

Dicitencello vuje - Rodolfo Falvo (1873 - 1937)
Caro mio ben - Giuseppe Giordani (1748 - 1798)
Ombra mai fu - Georg Händel (1685 - 1759)
O Marenariello - Salvatore Gambardella (1873 - 1913)
Lascia ch'io pianga - Georg Händel (1685-1759)
O mio babbino caro - Giacomo Puccini (1858-1924)
Granada - Agustin Lara (1900-1970)
Canção argentina
Brindisi - Giuseppe Verdi (1813-1901)

Os Saraus Líricos acontecem na 1ª quinta-feira de cada mês dentro do projeto Quintas no Museu, com apoio da Associação Gaúcha de Cultura Musical, e do mantenedor do MUHM, o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul.

Os eventos são realizados às 18h30min na sala Rita Lobato do MUHM, que fica na av. Independência, 270, Centro de Porto Alegre (Prédio Histórico do Hospital Beneficência Portuguesa).

A entrada é gratuita e há estacionamentos próximos ao local.



DECÁPOLIS DE ANDRADE, tenor

Decápolis de Andrade

Nasceu em Porto Alegre, em 24 de outubro de 1943. Fez formação em Canto no Instituto Superior de Arte do Teatro Colón de Buenos Aires, teatro onde depois foi solista por várias temporadas, participando do elenco das óperas Elixir do Amor, Rigoletto, Flauta Mágica e Lucia de Lammermoor.

Em Porto Alegre, com a OSPA, atuou em As Bodas de Fígaro, O Barão Cigano, La Traviata, La Bohème, A Viúva Alegre, Missões, Lo Schiavo, Rigoletto e I Pagliacci. No setor camerístico, Decápolis de Andrade destacou-se em solos da Nona Sinfonia, de Beethoven, Réquiem, de Mozart, Salmos Hungáricos, de Kodaly, Missa em lá bemol maior, de Schubert e o Rei David, de Honneger e Carmina Burana, de Carl Orff.

Decápolis de Andrade participou de inúmeros concertos e recitais em várias cidades do Estado. Considerado o tenor que mais se apresentou com a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, Decápolis foi regido pelos maestros Pablo Komlós, David Machado, Túlio Belardi, Fredi Gerling, Arlindo Teixeira, Alfredo Hülsberg, Nestor Wennholz, Eleazar de Carvalho, Cláudio Ribeiro, Afrânio Lacerda e Manfredo Schmiedt.

É professor de canto do Conservatório Pablo Komlós, da OSPA desde 1984.



ELDA MARIA DE QUADRO PIRES, pianista



Pianista Elda Pires

Elda Pires iniciou seus estudos de Piano em 1956 em Dom Pedrito, sua terra natal. Em 1967 transferiu-se para Porto Alegre, estudando Teoria e Percepção Musical, Harmonia e História da Música com Oscar Zander e Piano com Telmo Locatelli. Em 1972 ingressou no Instituto de Artes da UFRGS, no Curso de Bacharelado em Piano, tendo como professora Norma Bojunga. Em 1974 iniciou o estudo de Flauta Doce, no mesmo Instituto com Isolde Mohr Frank.

Paralelamente a estes estudos, participou de cursos com Roberto Szidon, Homero Magalhães, Sebastian Benda, Clara Sverner, João Carlos Assis Brasil e Helder Parente. Tem participado de vários Encontros e Seminários tais como: Encontros de Música Antiga em Curitiba, Seminários de Arte-Educação em Montenegro, VIII Sommer Akademie de Piano em Konz, Alemanha, etc. Em 1971 lecionou Piano na Escola Superior de Música de Blumenau. De 1977 a 1980 ministrou aulas de Flauta Doce no Curso de Extensão e posteriormente no Projeto Prelúdio, ambos da UFRGS. De 1977 a 1995 integrou o corpo docente da Fundação Municipal de Artes de Montenegro, ministrando aulas de piano e flauta doce. Tem participado como professora em diversos cursos e também como jurada em concursos.

Participou de sete discos: em 1977, “Música Renascentista”, com o Conjunto de Câmara de Porto Alegre; em 1983, “Cantate”, Com o Coral Luterano de Porto Alegre, sob a direção de Hans Rothmann; em 1985, “Homenagem aos 300 anos de nascimento de J.S. Bach” com a Orquestra de Câmara da OSPA sob a regência de Léo Fuhr; em 1995,  “Erudito I”, da série A Música de Porto Alegre, com a soprano Carla Maffioletti e coordenação musical de Flávio Oliveira; em 1999, “Cantares”, com a mezzo-soprano Ângela Diel; em 2000, “Cantando ao Por-doSol” com o Coral Moinhos de Vento regido por Lúcia Teixeira e em 2003 Recital de Canto e Piano com a mezzo-soprano Ângela Diel, gravado ao vivo no Conservatório Milton de Lemos em Pelotas, RS. Em 1979 apresentou-se como solista com a Orquestra de Câmara da OSPA sob a regência de Isaac Karabchevsky. Tem-se apresentado em recitais como pianista acompanhadora com diversos artistas em Porto Alegre, no interior do Estado, São Paulo, Curitiba, Sta. Catarina, Fortaleza, Estados Unidos e Alemanha.

Atuou como pianista acompanhadora da Escola de Música da OSPA, de 1999 a 2004. Atualmente ministra aulas particulares de piano e acompanha cantores e instrumentistas, em sua maioria estudantes da UFRGS e profissionais.


Compartilhe:


Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player