menu.jpg

13/09/2013 | Versão para Impressão

Mdicos do Rio Grande do Sul: fao parte desta Histria



Retomando a ideia que norteou a criação do Museu de História da Medicina, apresentamos o projeto de história oral Médicos do Rio Grande do Sul: faço parte desta História, de entrevistas com médicos que atuaram ou ainda atuam no Rio Grande do Sul e que contribuíram para a formação do campo médico no estado. Periodicamente, novas entrevistas online.

O projeto tem por objetivo a constituição de um acervo de entrevistas audiovisuais que registre a trajetória dos médicos gaúchos. O material coletado serve como registro e fonte para o estudo da história da Medicina e compõe o acervo da Instituição. 

A metodologia utilizada é a história oral temática, onde o entrevistado centra sua entrevista no tema pertinente ao projeto, ou seja, sua formação médica e sua atuação profissional. 

Confira aqui ou em nosso Canal @muhmrs no YouTube, acessando a Lista de Reprodução de vídeos do projeto.


Índice geral de entrevistas do projeto
Índice de entrevistas Dr. Paulo de Argollo Mendes 

Acesse aqui cada entrevista individualmente:

Médicos
Dr. Aloyzio Achutti (e Dra. Valderes Achutti)
Dr. Arnaldo José da Costa Filho
Dr. Blau Fabrício de Souza
Dra. Cândida Neves
Dra. Carla Jarczewski
Dr. Carlos Antonio Mascia Gottschall
Dr. David Saute
Dr. Ellis D'Arrigo Busnello
Dr. Fernando Ramos de Lima
Dr. Flor Amaral
Dr. Gilberto Schwartsmann
Dr. Hélio Volkmer Dourado
Dr. Ivo Nesralla 
Dr. Jair Ferreira
Dr. João Eduardo de Oliveira Irion
Dr. José Carlos Costa Gama 
Dr. José Paulo Rotunno Correa
Dr. Jovino Freitas
Dr. Luiz Carlos Scherer
Dr. Luis Simão Kalil
Dr. Marcelo Bidart da Silva
Dr. Marcello Blaya Perez
Dr. Paulo de Argollo Mendes
Dr. Paulo Mello Pereira
Dr. Sérgio Langaro
Dra. Valderes Achutti (e Dr. Aloyzio Achutti)
Dr. Waldyr Arcoverde

Não médicos
Irmã Paulina (Irma Bongiorno)
Dr. José Sperb Sanseverino


Dr. Aloyzio Achutti e Dra. Valderes Robinson Achutti

Aloyzio Achutti formou-se em 1958 pela Faculdade de Medicina da UFRGS, da qual é professor aposentado. É especialista em Medicina Interna e Cardiologia. Membro Emérito da Academia Sul-Rio-Grandense de Medicina e ex-membro do painel científico da Federação Mundial de Cardiologia e foi premiado com o "World Cardiology Award" em Sidney, 2002. É assessor temporário em múltiplas oportunidades do Ministério da Saúde, da Organização Panamericana da Saúde, da Organização Mundial da Saúde e do Banco Mundial.

Valderes Antonietta Robinson Achutti formou-se na Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 1960. É especialista em Medicina Interna e Cardiologia. Foi médica clínica da Secretaria da Saúde e do Meio Ambiente do Estado, na época a única profissional mulher do Instituto de Aposentadoria e Pensão dos Ferroviários e Empregados do Serviço Público (IAPFESP). Foi também docente do curso de Medicina da PUCRS. Na exposição “Mulheres e Práticas de Saúde: Medicina e Fé no Universo Feminino”, foi uma das médicas homenageadas pelo MUHM.
 
     
     
Parte I
Família, Medicina e Casamento
  Parte II
Vida de estudante
 
Parte III
Movimentos Estudantis
Nomes da Medicina
Especialidade - Cardiologia
  Parte IV
Saúde Pública
Medicina ontem e hoje
Associativismo
 
  Parte V
Sindicato Médico do RS
Sociedade e Prêmio Mundial de Cardiologia
Reflexões


Topo

Dr. Arnaldo José da Costa Filho

Formado em 1947 pela UFRGS, traumatologista, foi precursor da Medicina Desportiva no RS. Trabalhou por 20 anos no Grêmio Esportivo Renner, time campeão da cidade e do estado em 1954. Foi professor de Anatomia da Escola de Educação Física. Especializou-se em Traumatologia e trabalhou no Pronto Socorro de Porto Alegre por cerca de 30 anos.
 
     
     
Formação
Vida Universitária
Segunda Guerra Mundial
JUC
Interior
Esporte, CASL, Educação Física
Renner, Medicina Desportiva
  Traumatologia, HPS
Medicina hoje, SUS
Academia Sul-Rio-Grandense de Medicina
Sociedade de Ortopedia e transplante ósseo
Jubilado
Música e Medicina
Se acaso você chegasse
 



Topo


Dr. Blau Fabrício de Souza

Médico cardiologista formado em 1965 pela UFRGS, natural de Lavras do Sul (Estância do Sobrado). Trabalhou em diferentes hospitais e em consultório, além do Instituto de Cardiologia, onde ainda atua. Intensa atividade cultural com publicações de cunho literário e referentes à história da medicina gaúcho. Atuou ainda estudante em movimento estudantil e como profissional em atividades associativas da área médica.
 
     
     
Parte 1:
Pai Médico
Estudos Sanguíneos
Formação
Opção pela Medicina
  Parte 2:
Santa Casa e Hospital de Clínicas
Movimento Estudantil - o "Dr. Juca" do Araguaia Música x Medicina
 
Parte 3:
Literatura
Sarmento Leite
  Parte 4:
Primeiros anos de atuação
Profissão preferida no vestibular
Desafio e fascinação de ser Médico
Especialização
Cirurgia cardíaca: escolha de poucos
 
Parte 5:
45 anos de Medicina
Direção IML
Cleveland
Cardioclínica
Pioneirismo
  Parte 6:
AMRIGS, CREMERS, SIMERS
3 filhos, nenhum médico
 




Topo


Dra. Cândida Neves


Dra. Cândida Neves, pneumologista, a primeira médica a realizar um diagnóstico de Aids no Rio Grande do Sul, em 1983.
 

 

Formação e opção pela Medicina
Pneumologia
Professores
Mulheres: 
primeira turma com 50%
Fundação e UFRGS
HPS
Sanatório Partenon e Year Book 1989
HIV/Aids
Primeiro diagnóstico no RS:
setembro de 1983
1984
Identificação do agente
Congressos, AZT, coquetéis
Johns Hopkins e pioneirismo brasileiro
Cura: perspectivas
Recrudescimento de doenças tratáveis
Equipes
Transmissão
Histórico da doença: primeiros casos Números do RS
Preconceito
Indústria farmacêutica e quebra de patente

Topo


Dra. Carla Jarczewski 

Formada em 1990 pela Universidade Federal de Santa Maria. De 1991 a 1994 fez residência no Hospital de Clínicas de Porto Alegre em Pneumologia. Possui mestrado em Pneumologia e desde 1995, após realizar concurso, trabalha no Hospital Sanatório Partenon. Começou como médica da triagem, ambulatório, trabalhou com a residência multiprofissional e desde 2007 coordena o Programa Estadual de Controle da Tuberculose. Foi diretora médica da instituição entre 2005 e 2007 e desde 2011 retornou como diretora técnica.
     
Dra. Carla Jarczewski  





Topo




Dr. Carlos Antonio Mascia Gottschall


Natural de Santa Maria. Graduado em medicina em 1968 pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Doutor em Ciências da Saúde: Cardiologia e Ciências Cardiovasculares pela mesma universidade. Pós-doutor pela University Of Edinburgh Escócia And University Of London England; livre docente pela Universidade Federal do RS. Atualmente, é professor titular e médico do Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul - Fundação Universitária de Cardiologia. 
     
Parte 1:
Formação e Enfermaria 29
  Parte 2:
Professor
Cardiologista do estado
A escolha pela Medicina
UFRGS e UFSM
 
Parte 3:
Movimento estudantil
Magistério Médico
Instituto de Cardiologia
  Parte 4:
Ponte de safena e coronariografia
Angioplastia coronariana Tecnologia e História
Ética e Técnica
Consolo e Cura
 
Parte 5:
Academia Nacional de Medicina
Academia Sul Rio-grandense de Medicina
Entidades Médicas do RS
  Parte final:
Modelos de inspiração Ramificações da Atividade Médica MUHM e SIMERS
 




Topo


Dr. David Saute


Natural de Cruz Alta nasceu em 1935. Formou-se em Química Farmacêutica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e em 1962 formou-se em Medicina pala Universidade Federal do Paraná. Especializou-se em Pediatria no Hospital da Criança do Paraná, realizando também cursos de aperfeiçoamento no México, Rio de Janeiro e Japão. Concluído o curso, fixou-se em Carazinho.

 

 

 
   
Início:
Escolha da Profissão Universidade Federal do Paraná
México
Rio de Janeiro
Japão
Carazinho
Jornal "O Cadáver" 

Colegas peruanos
Medicina ontem e hoje
Especialização: Pediatria
Hipnose
Filhos e Medicina
Hospital
Carazinho

 

   



Topo


Dr. Ellis D'Arrigo Busnello


Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1955) e mestrado em Saúde Pública e Saúde Mental - Johns Hopkins University (1972). Atualmente é assessor especial da comissão coordenadora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atua na área da Saúde Mental, principalmente nos seguintes temas: psiquiatria, manejo psicofarmacologico, discinesia tardia e mirtazapina.
 
   
     
Parte 1:
Origens pessoais e do curso de Psiquiatria no RS
Exercício ilegal da Medicina, CREMERS e SIMERS
Hospital Psiquiátrico São Pedro
5.000 pacientes
  Parte 2:
Johns Hopkins University
Diploma: Especialista em Clínica Psiquiátrica
Professores
Escolha da profissão
 
Parte 3:
Escolha da profissão (continuação)
Prevenção de doenças sociais
Centro Médico Social São José do Murialdo
Sexo, drogas e rock and roll
  Parte 4:
Psiquiatria: onde estudar e atuar Medicina de Família 
Residência Médica 
Sociedade Brasileira de Medicina de Família de Comunidade
A integração da saúde mental num Sistema de Saúde comunitário 
Organização Panamericana de Saúde e OMS
Docência
 
  Parte 5:
Reforma Psiquiátrica



Topo


Dr. Fernando Ramos de Lima


Natural de São Gabriel, nasceu em 1922. Cursou o Colégio Militar. Formou-se em 1947 na Faculdade de Medicina de Porto Alegre. Após formado, iniciou a atividade profissional na cidade de Jacutinga. Atuou um ano em Recife, retornando a São Gabriel onde se fixou. Foi chefe do Posto de Saúde da cidade por vários anos, além de trabalhar no SAMDU (Serviço de Atendimento Médico Domiciliar). Criou também o Serviço de Prevenção ao Câncer Ginecológico, referência na região.
   
    Médicos na família
Escolha pela Medicina
Vida de estudante
Professores
Atividade profissional
São Gabriel
Colegas
Consultório e hospital
Medicina ontem e hoje
       
       



Topo


Dr. Flor Amaral


Natural de Santa Vitória do Palmar nasceu em 1921. Formou-se na então Faculdade de Medicina de Porto Alegre em 1948. Fez parte do grupo de médicos que fundou a AMRIGS em 1951. Clinicou até a década de 1960, quando se aposentou e passou a dedicar-se a pecuária, sendo Presidente da FARSUL na década de 1970.
       
     
Santa Vitória
Médico profissional liberal
Porto Alegre: 
curso e professores
Grandes nomes
Mulheres colegas
Movimento Estudantil
Idade
Irmãs da Santa Casa 
    Especialidades
Aposentadoria: novos rumos
Filhos: "Na minha opinião, Medicina, não"
Medicina ontem e hoje Pecuária
AMRIGS e FARSUL
Despersonalização e desprestígio
       



Topo


Dr. Gilberto Schwartsmann


Nascido em 18 de agosto de 1955, na cidade de Passo Fundo, RS, cursou o primeiro grau no Colégio Israelita Brasileiro e após completou o curso secundário no Colégio Estadual Júlio de Castilhos, ambos em Porto Alegre, RS. Ingressou na Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 1973. Durante o período de graduação, foi monitor das disciplinas de Fisiologia e Medicina Interna, tendo dirigido o Grupo de Estudos em Medicina Interna (GEMI) e sendo membro atuante do Centro Acadêmico Sarmento Leite. Atualmente, é Presidente da Fundação Sul-Americana Desenvolvimento Drogas Anti-Câncer (1993-2007) e Presidente do Conselho Fiscal do Instituto do Câncer Infantil do RS (1998-2007). Suas principais linhas de pesquisa estão direcionadas ao desenvolvimento de novas drogas anti-câncer, sendo autor de duas patentes de novos medicamentos em desenvolvimento clínico. É casado com Leonor Schwartsmann, médica e historiadora, com quem tem dois filhos, Laura Carolina e Guilherme. Nos momentos de lazer, é pianista e produtor de vinhos artesanais. Recebeu o título de Cidadão Honorário da Cidade de Porto Alegre (2002) e Cidadão Honorário da Cidade de Canoas (2004), no Estado do Rio Grande do Sul.
       
     
Apresentação
Familiares médicos
Turma de faculdade
Professores e exemplos
Especialidade: oncologia
Exterior
Hospital de Clínicas - Medicina - Pesquisa
Ensinar e influenciar
Atividade estudantil
Formação brasileira no exterior
Valor social do médico
Câncer: ontem e hoje
Afetuosidade e técnica
Indiferença, depressão, identificação
Momentos desagradáveis
Uma família muito especial
Quebrando a arrogância em Miami
Estrutura do Sistema, SUS - Dono do seu tempo
Oncologia no Brasil - SUS Universal
Exercícios, preparo físico
Pacientes, Quimioterapia e estar em atividade
Felicidade



Topo


Dr. Hélio Volkmer Dourado


Nascido em 20 de março 1930, em Santa Cruz do Sul, atuou como médico, cirurgião renomado - testemunhou o início das cirurgias de câncer de esôfago - e como dirigente do Grêmio Football Porto-alegrense, que presidiu na década de 70 até início dos anos 80, anos das primeiras grandes conquistas do clube. Foi um dos responsáveis pelo "Estádio Olímpico Monumental", empreendendo campanha pelo RS para a sua construção.
     
     
 
     
Parte 1
Medicina e Grêmio: início
Formado em 1953
Colegas
Esporte
Parada dos bixos: Miss Necrotério
Enfermaria 20
Anestesia, máscara de Ombredanne Câncer de esôfago e cirurgia: início
Dr. Fernando Becker
Cirurgia de tórax, tuberculose
1º Hospital de Pronto-Socorro particular
Consultório
Pai quase ministro de Getúlio; origem portuguesa e alemã
Escola Prof. Luiz Dourado
Curso livre
Operação em família
Dr. Julio Rocha, anestesista
AMRIGS INAMPS, Dr. Alceni Guerra
  Parte 2
Grêmio: desde os tempos da Baixada à Diretoria
Atendimento médico às famílias de jogadores
Construção do Olímpico e novo estádio
Gestões, Campeonatos (Hugo De Leon),
Destaques e casos
Treinadores Departamento Médico
Juizes de futebol 



Topo


Dr. Ivo Nesralla 


Nascido em Porto Alegre a 18 de agosto de 1938, Ivo Abrahao Nesralla. Médico cardiologista, formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 23 de dezembro de 1962 - completa 50 anos em 2012. Diretor-Presidente do Instituto de Cardiologia, pioneiro em cirurgias cardíacas e transplantes no Brasil e na retomada dos transplantes nos anos 60. Diretor-Presidente da Fundação Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (1983 a 1991 e desde 2003). Reconduzido a ambos os cargos, neles segue trabalhando ativamente. Também esteve à frente da Fundação Bienal (1998-2002).
   
 
   
Origens do Instituto de Cardiologia
Cid Nogueira
Rubens Rodrigues
Adib Jatene
Início das cirurgias cardíacas

Residência e nascimento
Pioneirismo em cirurgias: pesquisas, transplantes e inovação
IC hoje
50 anos de Medicina:
Alegrias e tristezas
Ivo Abrahao Nesralla
Vida de estudante
Missa dos cadávares
Turmas de Medicina hoje
Mudanças no diagnóstico e
relação médico-paciente
Relação com as artes
OSPA, Bienal
Hospitais em Alvorada, Cachoeirinha, Viamão e Brasília




Topo



Dr. Jair Ferreira

 

Nascido em Rio Grande em 29 de outubro de 1947. Formado pela UFRGS em 1970. Dermatologista, professor de Epidemiologia, atuou na área de planejamento em Saúde Pública, especialmente com relação à hanseníase, tendo sido responsável pela informatização dos dados do RS, sistema pioneiro mundialmente, e pelo programa de AIDS no Hospital de Clínicas de Porto Alegre, onde também segue como professor e assessor, tendo acompanhado desde a primeira notificação de caso da doença em 1983. Barítono, o médico também cultiva o talento musical.

 Trajetória
Professores e estrutura do curso
Dermatologia
Anos de chumbo
Início da atuação profissional
Residência Médica

 

Dermatologia clínica Supervisão em Saúde Pública
Curso Saúde Pública USP
Retorno SP: Fundação SESP
Hanseníase no RS: vanguarda
Hospital Itapuã
Informatização dos dados: pioneirismo mundial
Indenizações, internação compulsória
  SUS
Atividade docente e fim do convênio Estado/Fundação SESP
AIDS/HIV
Notificação
Primeiras medidas
Tratamentos
Pessoas famosas
Quebra de patentes
Brasil x outros países
Hospital Vila Nova / Hospital Partenon
AIDS x tuberculose
Epidemia x pandemia
AIDS no RS hoje
Música e Medicina



Topo



Dr. João Eduardo de Oliveira Irion


Nascido em São Simão, localidade do atual município de Cacequi, em 14 de novembro de 1929. Formou-se em Medicina pela Universidade Federal do Paraná em 1954, especializando-se em Radiologia e Medicina Nuclear. Fundou, em 1972, a Unimed Santa Maria, sendo seu primeiro presidente e ocupando o cargo por 17 anos. Destacou-se na constituição do Sistema Unimed, auxiliando na criação da Confederação Nacional das Cooperativas Médicas, a Unimed Brasil, em 1975, da qual foi diretor por várias gestões. Também foi um dos responsáveis pela criação da Unimed Seguradora, sendo o seu primeiro presidente, cargo que ocupou em várias gestões. É professor aposentado de Radiologia da Universidade Federal de Santa Maria e atualmente dedica-se à sua especialidade.
     
Transferência para Curitiba 
Radiologia e física 
Universidade do Paraná 
Federalização
Casa do Estudante
Estrutura do curso no Paraná
Retorno para o RS 
"Avis rara": radiologia
Fundação do curso UFSM Tecnologia história da radiologia 
Unimed, cooperativismo e SUS
Desenvolvimento da Medicina 
Letras e literatura 
Convivência: Mariano da Rocha
Santa Maria 
Família
Medicina Nuclear Professor
Atualidade
     
     



Topo


Dr. José Carlos Costa Gama 


Nasceu em Porto Alegre em 19 de janeiro de 1922. Formou-se em 1949 pela Faculdade de Medicina da UFRGS. Freqüentou os serviços de Oftalmologia de homens e mulheres da Santa Casa de Misericórdia, à época sob responsabilidade do professor Ivo Correa Meyer. Foi por duas vezes Presidente da Sociedade Rio-grandense de Oftalmologia e Otorrinolaringologia na década de 1960. Lecionou na Faculdade Católica de Medicina, hoje UFCSPA, na década de 1970. Foi Diretor Médico e técnico do Hospital Banco de Olhos por vinte anos, organizando durante o período o serviço de Pronto Socorro ainda em funcionamento.
     

 

 
   
   
Beneficência Portuguesa e 
anos 30
Escolhas
Radialista e estudante de Medicina
Otorrinolaringologia e Oftalmologia
Banco de Olhos, Buenos Aires
SUS e contato médico-paciente
 
Sociedades médicas
Serviço espanhol de oftalmologia Academia Sul-Rio-Grandense de Medicina
"Os Três Poderes da Medicina"
SIMERS, CREMERS, AMRIGS
Diretor do Centro Acadêmico Sarmento Leite
Banco de Olhos no Brasil
Passagem por Minas Gerais:
"Zé Arigó" 
Tempos de Ditadura
Professores
Família Vargas
Carlos Lacerda
Fundação sucessiva de faculdades de Medicina
Lydia Moschetti
Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre
Família
Medicina hoje
Orgulho de ser Médico
Rádio Teatro e Rádio Gaúcha, Cândido Norberto
Maurício Sirotsky Sobrinho
RBS, Difusora e Farroupilha



Topo


Dr. José Paulo Rotunno Correa


Natural de Santa Vitória do Palmar, nasceu em 1951. Formou-se na Universiddade Católica de Pelotas em 1977. Após atuar por 20 anos em Clínica Médica, especializou-se em Medicina do Trabalho. Desde 2000 é dirigente do SIMERS em Santa Vitória do Palmar.
     
  Pelotas e Santa Vitória 
A escolha pela Medicina
Associativismo e Sindicalismo
SIMERS 80 anos
     
     



Topo


Dr. Jovino Freitas


Nascido em Passo Fundo (19 de fevereiro de 1910). Concluiu o primário no Instituto Educacional de Passo Fundo (IE) e o curso ginasial e secundário no Colégio Julio de Castilhos, em Porto Alegre. Ingressou na Faculdade de Medicina de Porto Alegre, concluindo o curso em 1935, fazendo parte da histórica “Turma Farroupilha”. Após alguns cursos de especialização, retornou a Passo Fundo em 1939, iniciando suas atividades de clinico e cirurgião. Além de seu consultório particular, trabalhou também no Hospital São Vicente de Paulo e no Hospital de Caridade (hoje Hospital da Cidade). Neste ultimo, foi também professor e diretor da Escola de Enfermagem.
     
  O início: preparação e escolha
Faculdade
Professores
Livros
CRM 124
Turma Farroupilha
Professores (2ª parte)
Passo Fundo: trabalho, recepção
Escola de Enfermagem
Medicamentos formulados
Medicina ontem e hoje
     
     




Topo


Dr. Luiz Carlos Scherer


Natural de Camaquã nasceu em 1934. Formou-se na Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 1960. Durante a faculdade recebeu convite de um médico de Santa Vitória do Palmar para clinicar na cidade, aceitando, desenvolveu suas atividades médicas e chegou a ser provedor da Santa Casa do município por 10 anos.
     
Parte 1:
Magia
Faculdade de Medicina
Pronto-Socorro
Dr. Mario Coutinho
Dr. Jorge Fonseca
Santa Vitória
50 anos de Medicina de urgência
Camaquã
Pelotas, Santa Casa e Beneficência
  Parte 2:
Tecnologia
Rio de Janeiro
Provedor da Santa Casa
As irmãs
Médicos estrangeiros e hospitais uruguaios
Unidos
Delegacia SIMERS
SIMERS: 80 anos
 




Topo


Dr. Luis Simão Kalil

Dr. Luis Simão Kalil Nascido em Bagé, em 1937. Formado pela Faculdade de Medicina de Santa Maria em 1961, no início da UFSM, complementando estudos em São Paulo e Rio de Janeiro. Dedicou-se à cirurgia e testemunhou o início da cirurgia videolaparoscópica. Foi vereador e prefeito. Atualmente é escritor, tendo sido patrono da Feira do Livro de Bagé.
   
Bagé, 1937
Entrada na Faculdade de Medicina
Santa Maria, 1955/1956
Complementação de Estudos: 
São Paulo e Rio de Janeiro
Escolha: Cirurgia
Volta à Medicina: reciclagem
Início cirurgia videolaparaoscópica
Problemas de saúde
Filhos médicos
Ostracismo
Descoberta da Literatura
Vida de escritor: livro e festa Vida política
Centro Acadêmico
Institutos de Previdência
Vereador e prefeito
Atualidade
Início da Medicina em Santa Maria (atual UFSM)
Mariano da Rocha
Curiosidades: narrador esportivo e ator de teatro


Topo



Dr. Marcelo Bidart da Silva


    Médico pela então Faculdade de Medicina de Porto Alegre, formou-se em 1944. Foi médico da Brigada Militar, chegando ao posto de coronel-médico. Trabalhou em laboratório de análises clínicas, de sua propriedade, que funcionou no Hospital Lazarotto.
     
Parte I:
Origens
Vida de Estudante
  Parte II:
II Guerra Mundial e Estado Novo
Especialidades
 
     
  Parte III:
Atuação profissional
Hospital Lazzarotto
Irmãos Marsiaj
Medicina ontem e hoje



Topo


Dr. Marcello Blaya Perez

  Nascido em 7 de abril de 1925. Psiquiatra, fundador da Clínica Pinel em Porto Alegre.
     
Origens
Escolha da Medicina
EUA e Canadá
Hospital Michael Reese e Menninger School of Psychiatry
Volta ao Brasil
Clínica Pinel: fundação e residência médica
Filhas
Tratamentos, ASILO e ISOLA
Medicamentos
SUS
 



Topo


Dr. Paulo de Argollo Mendes


Presidente do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (SIMERS) desde 1998 e Cidadão Emérito de Porto Alegre. Em 2008 foi eleito Presidente da Federação Nacional dos Médicos (FENAM) para a gestão que encerrou em 2010. Formado em 1974 pela UFRGS, especialista em Gastroenterologia e Medicina Interna, pós-graduado em Gestão Empresarial pela Faculdade de Administração da Universidade de São Paulo (USP). Foi presidente da Associação dos Médicos do Hospital Conceição (AMEHC) e conselheiro do Cremers. Presidiu também a Confederação Médica Brasileira (CMB) em 2000.
  Índice de entrevistas 
Dr. Paulo de Argollo Mendes
Vídeos do Bloco 1   Vídeos do Bloco 2
 
     



Topo


Dr. Paulo Mello Pereira


Nasceu em 1° de fevereiro de 1929 em São Gabriel. Iniciou os estudos em sua cidade natal, transferindo-se para Porto Alegre a fim de preparar-se para o vestibular. Formou-se me 1959 na então Faculdade de Medicina de Porto Alegre. Em 1960 retorna a São Gabriel. Mesmo ainda não existindo a Residência Médica, volta-se para a Pediatria, influenciado, segundo suas palavras, pela Professora Maria Clara Maria da Rocha. A partir de 1970 passa a dedicar-se a Anestesia, tendo realizado cursos em Porto Alegre no Hospital Beneficência Portuguesa com o médico Afonso Fortes. Trabalhou com essa especialidade até sua aposentadoria em 2011.
     
Parte 1:
Origem humilde
Apoio da Família
Trabalho e preparação para os estudos
  Parte 2:
Faculdade
Trote
Professores
São Gabriel
Hospital
Pediatria
 
Parte 3:
Homônimo
Beneficência Portuguesa
Anestesia
  Parte 4:
Filhos Médicos
Respirando Medicina
Doenças da infância
Máscara de Ombredanne
 
  Parte 5:
Medicina e Anestesia ontem e hoje
Quando parar
Voltas do mundo e lições de vida



Topo

Dr. Sérgio Langaro


.Passo Fundo, 18/02/1929. Graduado em Medicina pela então Faculdade de Medicina de Porto Alegre em 1953. Após formatura, estabeleceu-se na cidade de Chapada, onde foi Diretor do Hospital da cidade. A partir de 1958 passou a residir em Passo Fundo. Além de consultório particular, atuou no Hospital da Cidade de Passo Fundo, Hospital Municipal e Hospital São Vicente de Paulo, do qual foi Diretor Clínico de 1964 a 1969. Foi professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Passo Fundo. É Membro Titular de várias entidades médicas nacionais e internacionais
     
  Médicos na Família
Estudos anteriores
Escolha e entrada na Faculdade
Professores
Especialidade
Cirurgia
Moléstias de homens
Vida profissional
Faculdade de Medicina de Passo Fundo
CREMERS
Medicina ontem e hoje
Atualização
Envolvimento
Reconhecimento
Medalha Nicolau Vergueiro
     
     

Topo

Dr. Waldyr Arcoverde

Dr. Waldyr Arcoverde   Nascido em Amarante (PI), em 23 de setembro de 1932. Diplomou-se em Medicina pela Universidade Federal do Paraná em 1959. Médico sanitarista, estabeleceu-se no Rio Grande do Sul. Em outubro de 1979, substituiu Mário Augusto de Castro Lima no Ministério da Saúde, durante o governo do presidente João Figueiredo. Durante sua gestão, iniciaram-se as pesquisas na Fundação Oswaldo Cruz, para produção de vacina contra o sarampo. Arcoverde deixou o Ministério da Saúde em março de 1985.
     
Amarante, PI
UFPR, Paraná
Vinda para o RS
Saúde Pública, vacinas
Profissionalização e Informatização
Institutos de Previdência
Ministério da Saúde
Dia Nacional da Paralisia Infantil, Sabin, Programa Nacional para a Poliomelite
Doação de sangue: criação dos hemocentros
Programa de hidratação oral
Bócio e hidratação do sal
Fiocruz
Política
OMS/OPAS
Militância x Técnica
SUS (texto)
 

     



Topo






Irmã Paulina (Irma Bongiorno)


 
  Nascida Irma Bongiorno em Garilbaldi, RS, em 03 de novembro de 1931. Fez a primeira Comunhão com 6 anos e com 10 anos foi para o convento. Trabalha há 59 anos no Hospital Psiquiátrico São Pedro
     
Parte1
Nome e nascimento
Vocação e ordem religiosa 
Chegada no São Pedro 
Rotinas do hospital, abreugrafia 
Pacientes que ajudavam - e que davam trabalho e SPAAN Médicos, enfermeiras, tratamentos e medicamentos 
Psiquiatria e Neurologia
O berço e o demônio morto 
  Parte 2
Dr. Ellis Busnello, Dr. Paulo Machado, Dr. Luiz Ciulla 
Divisão Pinel 
Homens e mulheres
Alas públicas, particulares e Clínica São José 
Família Godoy
Epilepsia e eletrochoque 
A moça da mala 
Saída da ordem religiosa e Enfermeiras 
Unidades 
Hidrofobia 
Camisa de força Mortes 
Eletrochoque proibido 
Vida no São Pedro 
O que faz e onde vive hoje (morada das irmãs)
 




Topo



Dr. José Sperb Sanseverino

Nasceu em 29 de março de 1925 em Encruzilhada do Sul, RS, filho de pai alfaiate. Para que filhos pudessem estudar, pai os trouxe para Porto Alegre. Sofreu uma amputação a partir de uma osteomelite. Desejou estudar Medicina. Formou-se em Direito. Exerceu diversos cargos públicos, inclusive eletivos, como Deputado Estadual, e de professor na Faculdade de Direito, sendo fundador do curso noturno. Tem três filhos médicos, dois bacharéis em direito e um professor de Literatura, o primeiro Mestre na família. Eleito para a Provedoria da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre em 1996, exerce o cargo desde 1997.  
     
  Origens
Osteomelite
Da Medicina à Faculdade de Direito
Serviços jurídicos na Santa Casa
Magistério e início do curso noturno de Direito
Vida política e partidária: deputado estadual
Juiz Federal e outros cargos Santa Casa e Provedoria
Função
Hospitais Santa Rita, Dom Vicente Scherer e da Criança Santo Antônio e SUS
Centro Histórico e Garagem
Família




Topo



Compartilhe:


Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player