menu.jpg

20/02/2008 | Versão para Impressão

Entrevistas do incio ao preparo da prxima exposio do Muhm

Parteira Iara de ÁvilaA equipe do Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul (Muhm) está realizando, desde a última semana, entrevistas com mulheres muito especiais. São médicas, benzedeiras e parteiras que irão figurar na próxima exposição do museu, que irá tratar de Mulheres e Práticas de Saúde.

 

A recuperação da história das primeiras médicas formadas no Brasil – as três primeiras são gaúchas – através de reproduções de fotos e documentos, mas principalmente de entrevistas com algumas dessas pioneiras vivas e até mesmo em atividade profissional, o museu mostrará o pioneirismo e a força feminina para vencer em tempos em que estudar poderia ser uma transgressão.

 

O Muhm também vai mostrar o trabalho de outras mulheres, que não viraram médicas, mas que trouxeram (literalmente) luz para muitas pessoas: as parteiras. Algumas, com diploma específico de parteira, como dona Iara Tavares de Ávila, entrevistada semana passada na Capital pelo historiador Éverton Quevedo. E, como a cura tem na fé uma grande aliada, também as benzedeiras terão espaço na exposição.

 

Estão sendo entrevistadas dez médicas de diferentes especialidades, parteiras e benzedeiras, estas últimas com o apoio da folclorista Elma Sant'Ana, que editou, em parceria com o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers), dois livros com essa temática. As primeiras entrevistas foram feitas em Porto Alegre e, nesta semana, estão sendo feitas outras no Interior do estado, em municípios como Santa Maria, Ijuí, Uruguaiana, entre outros. 
 

A nova mostra deve ser inaugurada em março, mês da mulher, e substituirá a atual Olhares sobre a História da Medicina, que segue até 22 de fevereiro na sede do Muhm, no prédio histórico da Beneficência Portuguesa, na Av. Independência, 270, Centro de Porto Alegre. As visitações podem ser feitas de terças a sextas-feiras, a partir do meio-dia, e aos sábados, domingos e feriados a partir das 15h, sempre até às 20h, durante o horário de verão. Mais informações pelo fone (51) 3029.2900.



Compartilhe:


Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player