menu.jpg

26/09/2011 | Versão para Impressão

2 Mateada da Primavera reuniu comunidade na Praa Dom Sebastio

 

No último sábado (24) foi realizada a 2ª Mateada da Primavera  na Praça Dom Sebastião em frente ao Museu de História da Medicina. A atividade principal, a mateada, em si, ficou por conta da Escola do Chimarrão, de Venâncio Aires, que ensinou 36 diferentes formas de preparar o chimarrão. 

Os promotores do evento foram o MUHM, seu mantenedor, o Sindicato Médico do RS (SIMERS) e a Associação de Amigos do Museu (AAMUHM). Participaram e apoiaram a mateada o Colégio Rosário, Hospital Beneficência Portuguesa, Hospital da Criança Santo Antonio, Associação dos Moradores do Bairro Independência (AMABI) e Movimento Reviver Independência. Parcerias também com SMAM, que autorizou o espaço, SEMA e Horto Florestal, que doaram mudas de árvores para distribuição pelo SIMERS, que conquistou recentemente a ISO 14001.



Veja abaixo como foi:



 



O deputado federal Giovani Cherini prestigiou o evento, recebido pelo diretor do MUHM, Germano Bonow. Ele escolheu mudas de árvores para levar e saudou o evento, como autor da lei 11.929, que instituiu o churrasco como prato típico e o chimarrão como bebida símbolo do Estado do RS.


O evento integrou a 5ª Primavera de Museus do Instituto Brasileiro de Museus do Ministério da Cultura (Ibram/MinC), que iniciou dia 19 e seguiu 25 de setembro em todo o país. Como neste ano o tema da Primavera dos Museus foi "Mulheres, Museus e Memórias", o MUHM também teve uma reedição da mostra "Mulheres e Práticas de Saúde: Medicina e Fé no Universo Feminino" na praça. Antes a exposição também esteve no "Chalé da Cultura", espaço cultural do Hospital Conceição.

A mostra "Mulheres" destaca a força e o pioneirismo de médicas gaúchas na História da Medicina e na atualidade e a trajetória de parteiras e benzedeiras que à sua maneira contribuíram também para a saúde da população. Dois documentários, "Fé" e "Vida", completam a exposição e podem ser vistos no site do museu (www.muhm.org.br). As fotos e o documentário são de autoria de Felipe Henrique Gavioli, a partir das entrevistas do historiador do MUHM Éverton Quevedo.

Saúde e lazer para todas as idades

Durante todo o dia uma equipe do Hospital Beneficência Portuguesa mediu a pressão arterial dos participantes e o Hospital da Criança Santo Antônio da Santa Casa ofereceu material para colorir e pintura de rosto para a criançada, com a participação do castor Heitor, mascote do hospital.


O Grupo Escoteiro Tupã-Ci, do Colégio Marista Rosário, também realizou atividades na praça durante todo o dia e para diversas faixas etárias.

A Escola do Chimarrão demonstrou e ensinou 36 formas de preparar a bebida símbolo do Rio Grande do Sul, com destaque para o chimarrão "invertido", base para várias outras formas de preparar o mate.

 

 

 

 



Compartilhe:


Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player