menu.jpg

08/07/2013 | Versão para Impressão

Arte e Medicina: exposio De Humani corporis fabrica

De humanis corporis fabrica - Arte e Medicina | MARGS e MUHM 


De Humani Corporis Fabrica - Anatomia das relações entre Arte e Medicina é a exposição que o Museu de Arte do Rio Grande do Sul – MARGS apresenta de 6 de junho a 11 de agosto de 2013 na Pinacoteca e galerias laterais, com a participação do MUHM. São exibida obras de 47 artistas, sendo 28 pertencentes ao acervo do MARGS e 19 trabalhos de artistas convidados, já existentes e/ou produzidos especialmente para a exposição. A visitação é de terças a domingos, das 10h às 19h, com entrada gratuita.

A mostra traz peças de outros universos museológicos, em especial dezenas de objetos do acervo do Museu da História da Medicina, os quais vão ser intercalados com as obras de arte, num diálogo entre esses dois campos distintos, dentro da ótica da transversalidade. O resultado é uma intersecção entre a criatividade do artista e a memória histórica da medicina.

A curadoria é José Francisco Alves, curador-chefe do MARGS e professor de escultura do Ateliê Livre da Prefeitura de Porto Alegre.

De humanis corporis fabrica - Arte e Medicina | MARGS e MUHM   De humanis corporis fabrica - Arte e Medicina | MARGS e MUHM
De humanis corporis fabrica - Arte e Medicina | MARGS e MUHM   De humanis corporis fabrica - Arte e Medicina | MARGS e MUHM
De humanis corporis fabrica - Arte e Medicina | MARGS e MUHM   De humanis corporis fabrica - Arte e Medicina | MARGS e MUHM
De humanis corporis fabrica - Arte e Medicina | MARGS e MUHM   De humanis corporis fabrica - Arte e Medicina | MARGS e MUHM



Obras do Margs passaram por exames médicos

No dia 28 de maio, no Instituto de Cardiologia, obras do acervo do Museu de Arte do Rio Grande do Sul foram examinadas por técnicos da SIDI – Medicina por Imagem. Os resultados estão apresentados na exposição sobre Arte e Medicina.

A proposta é apresentar algo inédito em exposições no Rio Grande do Sul: imagens de obras de arte do acervo do museu reveladas por meio de exames médicos de alta tecnologia, como ressonância magnética e raios X.

O objetivo dessa ação, que conta com o apoio da SIDI – Medicina por Imagem, é revelar aspectos ocultos, internos à própria essência das obras de arte mas que não podem ser visualizados a olho nu.
A ideia surgiu a cerca de dois anos, ao analisar a pintura “Passeio” (1954), do artista Paulo Flores (1926-1957), a partir da observação do curador da obra, verificando que se trata de uma repintura por cima de uma outra pintura, de estrutura formal e pinceladas completamente distintas das formas da obra que se apresenta visualmente.

Nesse sentido, os exames procuram revelar as imagens ocultas, ou seja, a obra que existe por de trás da pintura “Passeio”, esta a mais conhecida e divulgada pintura do artista gaúcho Paulo Flores, que faleceu prematuramente em 1957.

Enquanto procedimentos tecnológicos da área médica são utilizados também no contexto museológico como meio de se alcançar os diagnósticos que visam à restauração e/ou conservação das obras de arte, tais procedimentos visam à experiência cultural que a descoberta dessas estruturas formais ocultas podem oferecer, seja como questão didática do fazer artístico, como para satisfação da curiosidade de especialistas em arte e do público geral.

No campo da escultura, o objetivo de tais exames revelam estruturas internas de certas obras que são construídas sob estruturas que se assemelham à estrutura interna do corpo humano. Enquanto essas esculturas possuem almas (termo técnico), feitas de arame ou similar, os nossos corpos apresentam esqueleto, e curiosamente ambos são analisados e/ou estudados pelos mesmos equipamentos.

Assim, foram analisadas duas esculturas figurativas de gesso, com acabamentos distintos; uma de Francisco Stockinger (1919-2009), São Francisco (1960), e outra de Vasco Prado (1914-1998), Gaúcho (1954).

Apesar do gesso não ser considerado um material definitivo, de modo geral, e sim uma etapa – um modelo – para a fundição, houve um tempo em que as possibilidades para se fundir em bronze eram mais difíceis, pelos altos custos. Nesse sentido, “São Francisco” (premiado no Salão de Arte Cristã de 1960) e “Gaúcho” (feito para o concurso de 1954 que foi vencido pelo “Laçador” de Antônio Caringi) passam por exames médicos os quais, além de satisfazerem as nossas curiosidades, dão subsídios para as melhorias dos cuidados que essas peças carecem, por sua fragilidade material.

As obras de arte para esses exames foram manipuladas pelas equipes técnicas do MARGS (Curadoria e Acervo) e pela equipe médica da SIDI.

Uma visão da Arte por meio da tecnologia da Medicina

De Humani Corporis Fabrica – Anatomia de relações em Arte e Medicina aborda uma série de relações entre a produção artística e o universo da medicina, e se apresenta como uma das principais mostras do MARGS para o ano de 2013.

Sua iniciativa é uma continuidade da política que o MARGS vem desenvolvendo desde janeiro de 2011, cuja prioridade do museu passou a ser a exibição qualificada e renovada de seu extenso acervo. Nas principais mostras realizadas nesses dois anos, com vários temas, o centro dessas exposições sempre foi um conjunto expressivo – e majoritário em número – de obras do acervo em diálogo com a produção de artistas convidados e peças de outros universos museológicos, bem como de coleções públicas e privadas.

O título da exposição faz referência ao livro canônico De humani corporis fabrica libri septem [sendo a versão desse título em português mais aceita como sendo “Sobre a Estrutura do Corpo Humano em Sete Livros”], de autoria de Andreas Vesalius (1514-1564), publicado em 1543 e considerado como o primeiro atlas ocidental sobre anatomia humana.

Modelo curatorial

O modelo abarca a exibição de um núcleo de obras do acervo do MARGS relacionadas ao tema colocado em diálogo com a produção contemporânea, por meio de artistas convidados, e permeado com a presença de peças do universo museológico da história da medicina.

Artistas Convidados*
Alexandra Eckert – Objetos e Instalação
André François – Fotografias
Anico Herskowitz – Xilogravuras
Bebeto Alves – Fotografias
Britto Velho - Desenhos
Carlos Asp – Desenhos/Coleção Particular
Cláudio Maciel – Objeto e Fotografias
Diana Domingues – Instalações e projeção multimídia
Eduardo Vieira da Cunha – Pintura
Fernanda Martins Costa – Pinturas
Fernando Baril –Pinturas
Gilberto Perin – Fotografias
Jason Freeny – Imagem digital em ofsete (artista radicado nos EUA)
João Luiz Roth – Pintura/Coleção Particular
Mário Röhnelt – Fotografia
Patrício Farias – Instalação
Rochele Zandavali – Fotografia
Rogério Ribeiro – Fotografia
Walmor Correa – Desenhos
Francisco Stockinger (1919-2009) – Obras das coleções Liba Knijnik e Jussara Stockinger

*Muitas das obras desses artistas na mostra passarão a fazer parte do acervo do MARGS

Artistas do acervo MARGS
Ale Amorim – escultura
Avatar Moraes – objeto
Carlos Bastos – pintura
Carlos Petrucci – pintura
Carlos Stein – fotografia
Cláudia Stern – cerâmica
Edgar Koetz – desenhos
Ernest Zeuner – têmpera s/papel
Flávio Emmanuel - pintura
Francisco Stockinger – esculturas em gesso
Girolamo Pilotto – Cristo em madeira
Glênio Bianchetti– pintura
Guilherme Litran – Cristo, óleo s/tela
Henry Geoffroy – pintura
Jean Baptiste Debret – álbum litográfico
J. C. Reiff – buril
Jean Paul Laurens – pintura
João Câmara – pintura
Johan Strixner – desenho
the oll it – litografia
Luiz Zerbini – escultura
Nelson Ramos - gravura
Paulo Flores – pintura
Paulo Osir – pintura
Silvia Tovo – desenho
Vasco Prado – escultura
Vera Chaves Barcellos - fotografia
Wilson Alves – litografia

Peças de outros acervos
Obras de arte, fotografias, objetos e outras peças dos acervos das seguintes instituições e coleções particulares:
Peças variadas – Museu da História da Medicina do Rio Grande do Sul
Objetos – Universidade Federal de Ciências da Saúde
Fotografias – Centro Histórico-Cultural da Santa Casa de Misericórdia
Documentos originais de Cyro Martins – Acervo de Celso Koetz
Fotografias (descarte) – Departamento Médico Legal do Rio Grande do Sul
Livros de Anatomia – Livraria e Acervo de títulos

 

Colaboração direta na produção da exposição
Museu da História da Medicina do Rio Grande do Sul
Sindicato Médico do Rio Grande do Sul
Instituto-Geral de Perícias/Departamento Médico Legal do RS
Universidade Federal de Ciências da Saúde
Centro Histórico-Cultural da Santa Casa
RBS TV
SIDI Medicina por Imagem
Acervo pessoal Celso Koetz
Coleção Jussara Stockinger
Coleção Liba e Rubem Knijnik
Martini Galeria de Arte e Antiguidades

Exposição De Humani Corporis Fabrica
Data: de 06 de junho a 11 de agosto de 2013
Abertura: 19h
Horário: das 10h às 19h
Local: MARGS 



Compartilhe:


Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player