menu.jpg

16/05/2014 | Versão para Impressão

Histria da Medicina reconhecida

Nesta quinta-feira (15) à tarde o Museu de História da Medicina do RS (MUHM) sediou ato conduzido pelo prefeito José Fortunati, que sancionou lei que declara de utilidade pública a Associação dos Amigos do Museu de História da Medicina RS (AAMUHM) e assinou decreto autorizando a permissão de uso de área para o museu, que será destinada à construção de uma nova sede para entidade, desta vez própria, na avenida João Wallig. 



O prefeito José Fortunati lembrou que apoiou a iniciativa desde que teve conhecimento do projeto. "Hoje muitos não se dão conta dos avanços da Medicina até aqui, pensam em outras tecnologias, e esta é a oportunidade de reconhecer a fantástica evolução da Medicina", disse Fortunati. 

O diretor do MUHM, Germano Bonow, agradeceu o reconhecimento do legislativo e do executivo, que já em outras oportunidades disponibilizou apoios a iniciativas do museu por meio de suas secretarias. "Muito já foi feito até aqui para a preservação da história da Medicina, e em nossos eventos pudemos sempre contar com o apoio das secretarias da Cultura, Meio Ambiente, Fazenda, além de DMLU e EPTC", lembrou Bonow. "A partir de agora começaremos a pensar na construção de uma sede própria, onde poderemos oferecer muito mais", completou. José Fortunati assegurou o apoio da prefeitura para a fase de construção, disponibilizando-se a colaborar para a captação de recursos para o projeto. "A Prefeitura irá ajudar na busca de parceiros para esta obra de grande importância, não apenas para Porto Alegre, mas para todo o Estado", afirmou o prefeito.

Maria Rita de Assis Brasil, vice-presidente do SIMERS, entidade mantenedora do museu, lembrou que o MUHM vai poder expandir ainda mais sua atuação. "A data é muito importante para a comunidade médica, pois o museu já construiu um acervo que tem dado certo há vários anos, com exposições, preservação da memória da Medicina e da Saúde, dos médicos do Rio Grande do Sul. Esse reconhecimento e a cedência vão permitir que essa iniciativa se torne ainda mais grandiosa", disse a médica.

O vice-presidente da AAMUHM, Jorge Abib Cury, falou sobre a conquista e o reconhecimento recebidos. "É um ponto de partida para a concretização dos nossos sonhos. Esperamos que muito breve tenhamos uma casa digna de representar todo o acervo da Medicina gaúcha e que sirva de exemplo para futuras gerações", comemorou.

Entre os representantes da área médica, o presidente da Academia Sul-Rio-Grandense de Medicina, José Camargo, falou sobre a importância do registro da história médica. "Estamos completando 25 anos do primeiro transplante de pulmão da América Latina, realizado na Santa Casa, e esta história estará no museu", prometeu o médico, que foi o pioneiro na cirurgia.

Estiveram presentes no ato os secretários municipais da Fazenda, Roberto Bertoncini, da Cultura, Roque Jacoby, o diretor financeiro da Amrigs, Alfredo Cantalice, que também representou a presidência da instituição, o presidente da Unicred Porto Alegre, Paulo Barcellos, e vereadores representantes da Câmara Municipal.
 

MUHM 

O Museu de História da Medicina foi criado em outubro de 2006 pelo Sindicato Médico do Rio Grande do Sul, e, a partir de 18 de outubro de 2007, passou a ser sediado no prédio histórico do Hospital Beneficência Portuguesa na Capital.
AAMUHM

A Associação dos Amigos do Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul (AAMUHM) foi criada em 2007, com o objetivo de prestar apoio ao Museu de História de Medicina, e é formada por médicos, historiadores e entusiastas da área da Memória e do Patrimônio, com o objetivo de promover o aprimoramento e o desenvolvimento das atividades do MUHM.


Compartilhe:


Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player