menu.jpg

10/05/2008 | Versão para Impressão

Muhm inaugura mostra itinerante em Bento Gonalves

O Museu de História da Medicina do RS (Muhm) inaugurou, nesta terça-feira (06) à noite, em Bento Gonçalves, a exposição itinerante Retratos da Medicina: A história Médica do Rio Grande do Sul. A mostra ficará exposta na Fundação Casa das Artes (Rua Herny Hugo Dreher, 127, Planalto) até 02 de junho. A exposição Retratos é uma iniciativa do Muhm e do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) e já percorreu 17 cidades gaúchas com fotografias, livros e materiais que contam um pouco sobre a trajetória médica no Estado desde o século XVIII.

O evento contou com a participação de autoridades e representantes da comunidade médica e cultural de Bento Gonçalves, como a Procuradora Geral do Município, Patrícia Brun Perizzollo (que também representou o prefeito do município), o vereador Antônio Camerini, representando a Câmara de Vereadores, a diretora do Museu do Imigrante Neiva Valenti Poletto, representando ainda a Presidente da Fundação Casa das Artes, a MD. Rita de Cássia Almeida, presidente da Associação Médica de Bento Gonçalves, e o MD. Jorge Tramontina, que discursou representando a classe médica da cidade.

O MD. Jorge Tramontina salientou a importância de trazer para perto da sociedade não apenas a história da Medicina, mas a história pessoal de médicos que doaram muito da sua vida em prol das comunidades onde atuaram, valorizando o aspecto humano.

A Diretora do Muhm, a historiadora Juliane Serres, e a MD. Ariadene Duarte, diretora do Simers, lembraram da importância da comunidade médica e seus familiares de contribuírem com a história da Medicina doando acervos para o Muhm, especialmente quanto a material do Hospital Tacchini, em vista da sua importância para a cidade. Também estiveram presentes o também diretor do Simers MD. Nauro Aguiar, e o responsável pelo setor de Pesquisa do museu, o historiador Éverton Quevedo.

A mostra se divide em quatro fases: a prática médica (presença dos primeiros médicos em território gaúcho), o ensino médico (relato das primeiras escolas no Brasil e no Rio Grande do Sul), a defesa da profissão e organização sindical e os personagens da história da Medica. Quem visitar a mostra atual vai encontrar objetos do acervo do Muhm, como fórceps, instrumentos cirúrgicos, bisturis e afastadores, estojos oftalmológicos, um microscópio e um eletrocardiógrafo. O acervo completo conta com mais de 2 mil objetos museológicos, aproximadamente 5 mil livros e 10 mil documentos, entre raridades nacionais e estrangeiras e amplo material digitalizado para pesquisa, composto por doações de profissionais e familiares de todo o Estado.

A exposição fica aberta ao público de 07 de maio a 02 de junho, no seguinte horário: das 8h às 11h45min e das 13h30min às 17h45min.

Além das exposições itinerantes, o Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul tem sua sede em Porto Alegre, na avenida Independência, 270, bairro Centro, onde continua com a exposição Mulheres e Práticas de Saúde: Medicina e Fé no Universo Feminino, que segue até 13 de junho. Mais informações podem ser obtidas pelo fone (51) 3029.2900, pelo e-mail museu@simers.org.br ou ainda pelo site www.muhm.org.br.


Galeria de Fotos

MD. Jorge Tramontina MD. Ariadene Duarte Retratos da Medicina - Bento Gonçalves
Retratos da Medicina - Bento Gonçalves
Diretora do MUHM, historiadora Juliane Serres (E) e Eliana Casagrande Lorenzini Retratos da Medicina - Bento Gonçalves




Compartilhe:


Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player