08/03/2016 | Versão para Impressão

Dia da Mulher: trajetória das gaúchas na medicina é destaque em exposição do MUHM

Para celebrar o Dia Internacional da Mulher, o Museu de História da Medicina está com a exposição ‘Mulheres e as Práticas da Saúde: Medicina e Fé no Universo Feminino’, em cartaz durante todo o mês de março na Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). A mostra apresenta a trajetória de algumas mulheres gaúchas que se dedicaram, cada uma a seu modo, à saúde da população.

Estão contemplados o pioneirismo das médicas do Rio Grande do Sul (as três primeiras mulheres formadas em Medicina no Brasil eram gaúchas), a importância das práticas populares das benzedeiras e, por fim, o trabalho das parteiras que prestaram um grande auxílio à comunidade. O MUHM apresenta um pouco mais sobre a vida dessas grandes mulheres, exemplos de força e sensibilidade, que estão sendo homenageadas nesta exposição.

“Relacionar o universo feminino à saúde é uma tarefa fácil e extensa ao mesmo tempo. Isso porque sempre coube à mulher proporcionar bem-estar àqueles que a cercam. No parto, nos cuidados maternais, na utilização de ervas, efusões e cataplasmas, pela fé na busca da cura, a condição feminina na experiência humana invariavelmente prevaleceu. Na medicina, encontrou espaço decisivo para o desenvolvimento desta vocação. Para o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul, oferecer apoio ao MUHM representa a oportunidade de resgatar o trabalho e a memória de médicas e de outras pioneiras do atendimento em saúde”, diz a vice-presidente do SIMERS, Maria Rita de Assis Brasil.

‘Mulheres e as Práticas da Saúde: Medicina e Fé no Universo Feminino’ é uma parceria entre o MUHM e o curso de Museologia da UFRGS, e segue em cartaz no prédio da Fabico (Rua Ramiro Barcelos, 2.705, bairro Santana) até 31 de março. Mais informações pelo telefone (51) 3029-2900 ou através do e-mail educativo@muhm.org.br. A entrada é gratuita.

Compartilhe: