BARCELLOS Ferreira, Álvaro

Natural de Porto Alegre (RS), 25 de set. de 1906. Fez os estudos primários no Col. Cecília Corseuil du Pasquier e os secundários nos ginásios Anchieta e Júlio de Castilhos, em Porto Alegre (RS). Formou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina de Porto Alegre, em 1927, defendendo a tese sobre “A reação de Meinicke no sôro sanguíneo”. Especializou-se em Clínica Médica, conquistando na Faculdade de Medicina de Porto Alegre, por concurso, em 1933, o posto de docente de Clínica Médica Propedêutica e, em 1934, o cargo de professor catedrático da mesma cadeira. Realizou viagens de estudos ao Rio de Janeiro, Montevidéu e Buenos Aires, frequentando nestas capitais diversos cursos de aperfeiçoamento e, ao mesmo tempo, fazendo conferências e dando aulas nas sociedades médicas e Faculdades de Medicina locais. Fez parte da banca examinadora do concurso para professor catedrático da Cadeira de Clínica Médica Propedêutica na Faculdade de Medicina da Bahia. Integrou, como membro, o comitê de Porto Alegre do Congresso Pan-Americano de Endocrinologia, realizado em Montevidéu, em 1941. Entre os trabalhos que já publicou: “Concepção moderna de icterícias”, “Ensaio de interpretação da bratestesia laríngea”, “A prova da santonina na exploração funcional do fígado” (em colaboração com o Dr. Helmuth Weinmann), “Sur un cas de mixoedine spontanée de l’adulte la symptomatologie cardiaque” (Em colaboração com o Dr. Jean Lasserre), “Distúrbios do ritmo respiratório”; “Ambulamentos expiratórios”, “Sobre um caso de caquexia de Simmondo”, “Lições de Clínica Médica Propedêutica - Parte Geral” (um volume - Livraria do Globo), “Exame semiológico das articulações”, “Exame semiológico dos gânglios linfáticos superficiais”, “Importância e objeto da Clínica Médica Propedêutica”, “Estudo semiológico do edema”, “Semiologia funcional do duodeno”, “Patogenia da dor visceral”, “Patogenia da úlcera gastro-duodenal”, “Discurso de posse na cátedra de Clínica Médica Propedêutica da Fac. de Medicina de Porto Alegre” e “A soberania da clínica”; “O problema social do cardíaco. In: FRANCO, Álvaro; RAMOS, Sinhorinha Maria. Panteão Médico Riograndense: síntese cultural e histórica. São Paulo: Ramos e Franco Editores, 1943, p.171-173.”. Antes de pertencer à Congregação da Faculdade de Porto Alegre, exerceu as funções de médico da antiga Diretoria de Higiene e Saúde Pública do Estado. Ocupou a vice-presidência do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul e, em 1941, a presidência da Sociedade de Medicina de Porto Alegre. Também exerceu Clínica em Porto Alegre (RS). Casou-se com Zulmira Grazziotin Ferreira.

FRANCO, Álvaro; RAMOS, Sinhorinha Maria. Panteão Médico Riograndense: síntese cultural e histórica. São Paulo: Ramos e Franco Editores, 1943. p. 484.

;