SEFTON, Basil

Foi diplomado pela Faculdade de Medicina de Porto Alegre, em 1909. Foi Professor da mesma faculdade, onde ocupou a cátedra de Doenças Tropicais e Infecciosas antes chamada de patologia tropical. Discorreu sobre o ponto sorteado "Typhus exanthematico" e após a prova oral, feita a apuração, verificou-se ter conquistado a cátedra com nota 9,66. Foi assistente do descobridor da penicilina Alexander Fleming, em um laboratório de Londres, e em 1944 defendia no Brasil que a penicilina iria substituir as sulfas no tratamento de diversas doenças.

FRANCO, Álvaro; RAMOS, Sinhorinha Maria. Panteão Médico Riograndense: síntese cultural e histórica. São Paulo: Ramos e Franco Editores, 1943, p.564

https://seer.ufrgs.br/riograndemed/article/view/28570/17252

Jornal A Noite, Rio de Janeiro (RJ), 15 de janeiro de 1944, p.9. Disponível em

;