KLUWE, Carlos Antônio

Natural de Passo Valente, Bagé (RS), 30 de janeiro de 1890. Filho de João Henrique Kluwe e Taurina Kluwe. Fez curso primário em Bagé (RS) e preparatório em Porto Alegre (RS), na Escola Brasileira do Professor Inácio Montanha. Diplomou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina de Porto Alegre, em 1915. Iniciou a profissão em Lavras do Sul (RS) até 1918. Transferiu-se em 1919 para Porto Alegre (RS) e ficou por 2 anos, atuando no laboratório Pereira Filho. Em 1921 foi para Caxias do Sul (RS) e permaneceu por 1 ano exercendo a medicina. Em 1922 foi para Bagé (RS) e fixou residência. Entre 1938 e 1940 exerceu o cargo de Inspetor Federal do ensino. Atuou também no cargo de exator Estadual da Mesa de Rendas de Bagé (RS), a partir de abril de 1940. Em 1948 elegeu-se prefeito de Bagé (RS) até 1951, nesse período deixou o cargo de exator. Construiu as primeiras casas populares em Bagé (RS), construiu três escolas rurais, criou o Ginásio Municipal, depois tornou-se Colégio Estadual de Bagé, atualmente chama-se Colégio Estadual Dr. Carlos Kluwe. Foi fundador da Sociedade Assis Brasil de Educação Rural. Foi jogador do Esporte Clube Internacional, estreou no dia 7 de setembro de 1909, como centro médio, em um empate sem gols contra o Militar Foot Ball Club. Neste período no Internacional, conseguiu suas primeiras conquistas: campeão municipal em 1913, 1914 e 1915, atuava quando ainda era estudante de medicina e foi capitão do time. Deixou de ser jogador de futebol em 1915. Em julho de 1919, por falta de jogadores para a partida, foi realizado um abaixo-assinado pedindo para que o ex-jogador atuasse em um Grenal, disputado na Chácara dos Eucaliptos. Apesar de ter ficado afastado por 4 anos, decidiu jogar, e marcou o primeiro gol da vitória colorada por 2 a 0. Era a sua vitória em um clássico. Kluwe acabou jogando o resto da temporada e também em 1920, quando novamente foi campeão. Em Bagé (RS) joga xadrez. Casou-se, em 28 de maio de 1919, com Iracema Teixeira. Falecido em Bagé-RS, 28 de setembro de 1966.

FRANCO, Álvaro; RAMOS, Sinhorinha Maria. Panteão Médico Riograndense: síntese cultural e histórica. São Paulo: Ramos e Franco Editores, 1943, p.522.

https://www.internacional.com.br/idolos/carlos-kluwe

http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=093726_04&pesq=%22kluwe%22&pasta=ano%20196&pagfis=41993

http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=093726_04&pesq=%22kluwe%22&pasta=ano%20196&pagfis=42015

Aviso de Privacidade

O Simers utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para melhorar a experiência de usuário. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.

Ver Política
;