OLIVÉ Leite, Franklin

Natural de Pelotas (RS), 22 de Dezembro de 1900 - 8 de outubro de 1971 Pelotas (RS). Filho de Manoel Valente da Costa Leite e de Maria Cecília Olivé Leite. Estudou no Ginásio Anglo Brasileiro e Pedro II do Rio de Janeiro. Doutorou-se na Faculdade de Medicina da Universidade do Rio de Janeiro, no dia 1 de dezembro de 1927, defendendo a tese: "Localização da Tuberculose Pulmonar e vias de Infecção". Especializou-se em Clínica Médica, Doenças Mentais, Psiquiatria e Cardiologia. Fez curso no Instituto de Psiquiatria do Rio de Janeiro em 1941 e de Cardiologia e Eletrocardiografia no Instituto de Cardiologia da Municipalidade de São Paulo. Participou do 1° Congresso Médico da Fronteira. Dentre os trabalhos publicados destacam-se: "Vias de Infecção e Localização da Tuberculose Pulmonar", "Convulsoterapia na esquizofrenia", "Psicosis Toxicoinfecciosas". Foi Diretor do "Sanatório Henrique Roxo", exercendo as funções de chefe do Serviço de Doenças Infecto Contagiosas da Santa Casa de Misericórdia de Pelotas, Inspetor Federal do Ensino Superior junto à Faculdade de Farmácia e Odontologia da mesma cidade. Ocupou o cargo de presidente da Sociedade de Medicina também em Pelotas. Fundou a Clínica Olivé Leite logo após a Revolução de 1930. A Clínica passou a ser o primeiro hospital do interior do Rio Grande do Sul especializado em Psiquiatria, o segundo do gênero no Estado e o quarto não governamental no país. Participou ativamente dos esforços para a criação da Faculdade de Medicina da Universidade Católica de Pelotas, junto com o bispo Dom Antônio Zattera, Joaquim Assumpção Osório e outros pioneiros. Foi escolhido como o primeiro diretor da faculdade e não mediu esforços para viabilizá-la. Aproveitou médicos destacados da cidade e foi buscar em outros centros no Brasil e no exterior professores para qualificar o corpo docente da nova faculdade. Foi assim que veio de Belo Horizonte o professor Moacir Vitorino Jardim para instalar o Departamento de Morfologia Do exterior chegaram os professores Giovanni Barufa da Universidade de Padova e José Ignácio de Ispizua y Uribarri da Universidade de Madri. O professor Mário Brum Braga transferiu-se para Pelotas, bem como os professores Tuiskon Dick, Nelson Aspezzi e Clóvis Bopp. Casou-se com Lacy Soares Leite, de cujo matrimônio tem os filhos: Fany, Vanisa e Sérgio.

FRANCO, Álvaro; RAMOS, Sinhorinha Maria. Panteão Médico Riograndense: síntese cultural e histórica. São Paulo: Ramos e Franco Editores, 1943, p.545.

http://academiademedicinars.com.br/cadeiras/franklin-olive-leite/

Aviso de Privacidade

O Simers utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para melhorar a experiência de usuário. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.

Ver Política
;