PAGLIOLI, Elyseu

Natural de Caxias do Sul (RS), 26 de dezembro de 1898 - 22 de dezembro de 1985, em Porto Alegre (RS). Fez os primeiros estudos em São Francisco de Paula (RS) e os secundários no Ginásio Júlio de Castilhos, em Porto Alegre. Trabalho em uma Farmácia em Porto Alegre (RS). Formou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina de Porto Alegre, em 1923, defendendo a tese “Relações do Ouvido Médio com o Ápice do Rochedo, o sexto par e o gânglio de Gasser”, aprovada com distinção. Foi interno da Casa de Saúde “Dias Fernandes”, do Instituto especial para cirurgias, durante 1919 até 1922. Foi interno da 6º Enfermaria da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, no Serviço de Ginecologia do Professor Dr. Serapião Mariante em 1923. Em 1924 foi nomeado, por portaria, preparador da cadeira de anatomia humana da Faculdade de Medicina de Porto Alegre até 1927. Também atuou como médico em São Francisco de Paula (RS), realizando seus primeiros procedimentos cirúrgicos. Em 1925, realizou, sua primeira Docência Livre, defendendo tese “Estudo do Líquor Folicular e sua Ação sobre o Aparelho Genital Feminino”, e 1º assistente na cadeira de Obstetrícia. Foi 1º assistente de Anatomia Humana em 1927, e 1º assistente no mesmo ano, encarregado do curso teórico prático da parte correspondente à Esplancnologia e Sistema Nervoso. Em 1928 assumiu a regência da cadeira de Clínica Ginecológica na Faculdade de Medicina de Porto Alegre. Foi Sub Diretor da Maternidade da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, desde 1924. Em 1929, após concurso, foi nomeado Docente Livre da Cadeira de Anatomia da Faculdade de Medicina de Porto Alegre, defendendo a tese “Estudo sobre a Circulação Venosa dos Núcleos Pardos Centrais do Cérebro”. Foi chefe de laboratório de Cadeira de Anatomia Humana, por nomeação em 1932. Foi chefe do Hospital de Sangue de Jaguariaíva, no posto de Major Médico, durante a Revolução de 1930. Em 1930 viajou para Paris para trabalhar como assistente de Thierry de Martel, pioneiro da neurocirurgia francesa. Ao regressar, trouxe equipamentos necessários e iniciou a neurocirurgia no Hospital Alemão, hoje, Hospital Moinhos de Ventos, em Porto Alegre (RS). Em 1932, realizou um Curso livre de Anatomia Clínica de aperfeiçoamento para médicos, conforme programa aprovado pelo Conselho Técnico Administrativo da Faculdade de Medicina de Porto Alegre, durante os meses de junho e julho. Foi chefe clínico da Cadeira de Clínica Obstétrica, por nomeação de 1º de março de 1933. Atuou como examinador de Cirurgia de Urgência dos concursos para internos da Assistência Pública, por determinação da Faculdade de Medicina de Porto Alegre, durante os anos de 1929 até 1936. Obteve o título de docente livre da Clínica Propedêutica Cirúrgica, por concurso, nomeado em 4 de dezembro de 1936, seu terceiro título universitário. Em 1936 realizou um Curso livre de Anatomia Clínica de aperfeiçoamento para médicos, conforme programa aprovado pelo Conselho Técnico Administrativo da Faculdade de Medicina de Porto Alegre, durante os meses de junho e julho. Foi assistente com funções de chefe de Clínica Propedêutica Cirúrgica, por nomeação em 23 de março de 1937. Realizou curso de aperfeiçoamento para médicos e doutorandos, de Clínica Cirúrgica, durante agosto e setembro de 1937, conforme programa aprovado pelo Conselho Técnico Administrativo da Faculdade de Medicina de Porto Alegre. Assumiu como Catedrático Interino da cadeira de Propedêutica Cirúrgica, em julho de 1937. Em 1938 em concurso de cátedra, em Clínica Propedêutica defendeu a tese ”Ventriculografia”. Foi diretor do Instituto de Neurocirurgia da Faculdade de Medicina de Porto Alegre e um dos fundadores. Participou da construção do Pavilhão São José, especializado em neurocirurgia e do Instituto de Neurocirurgia da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, inaugurado em 1946. Em 1951, foi indicado por Ernesto Dornelles, para prefeito de Porto Alegre (RS) ficando no cargo por 10 meses, período no qual ocorreram as eleições e assumiu Ildo Meneghetti. Em 1952 assumiu o cargo de Reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, permanecendo no cargo até 1964. Foi responsável pela expansão da Universidade, ampliou o número de cursos oferecidos e de unidades, além de investir em pesquisa. Foi Ministro da Saúde no governo de João Goulart, em 1962, exercendo o cargo até 24 de janeiro de 1963. Foi um dos precursores da Neurocirurgia na América do Sul e manteve estreita relação com os colegas de Buenos Aires e Montevidéu. Em 1951, realizou em Porto Alegre, o IV Congresso Latino Americano de Neurologia. É patrono da Cadeira 22 da Academia Sul-Rio-Grandense de Medicina. Também auxiliou na fundação da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, o Comitê Permanente dos Congressos Latino Americanos de Neurocirurgia, da Academia Brasileira de Neurocirurgia e a Sociedade Latino Americana de Neurocirurgia. Foi sócio honorário e o 1ª presidente da Sociedade de Neurologia e Neurocirurgia do RS, em 1973. Leva seu nome uma escola municipal em Porto Alegre (RS), além de diversas ruas e praças em cidades do RS. Publicou: “Progresso da Cirurgia”. In: FRANCO, Álvaro; RAMOS, Sinhorinha Maria. Panteão Médico Riograndense: síntese cultural e histórica. São Paulo: Ramos e Franco Editores, 1943, p.58-65; "Relações do ouvido médio com ápice do Rochedo" - Tese de Doutorado 1923; "Estudo do liquido folicular e sua ação sobre o aparelho genital da mulher" Pesquisas Pessoais- 1925; "Anomalias de origem da arteria sub-clavia direita" - Estudo anatômico sôbre três casos, Revista dos Cursos - 1929; "Circulação venosa dos núcleos pardos centrais do cérebro" – Estudo anatômico com observações pessoais - 1929; "A cirurgia nos principais centros da Europa" - Estudo crítico da orientação moderna da cirurgia, Anais da Sociedade de Medicina de Porto Alegre - 1932; "Tumor do ângulo ponto-cerebelar" - Publicação do primeiro caso operado com sucesso no Brasil, Revista de Radiologia e Clínica de Porto Alegre, n.º 4 de 1932. Colaboração com os Drs. S. Pastous, Godoy, Pena e Corrêa Meyer. Sua parte está marcada com o título "Cirurgia"; “Ancilose Têmporo-Maxilar" - Revista de Radiologia e Clínica- 1933; "Cirurgia crânio encefálica" - Revista de Radiologia e Clínica de Porto Alegre- 1933; "Hemorragias Obstétricas" Publicado em três números do "O Acadêmico" de Porto Alegre - 1934; "Granuloma do laringe", "Epitelioma espino-celular", "Laringectomia total", com o Professor Corrêa Meyer. Revista de Radiologia e Clinica de Porto Alegre n.° 6 de 1933; "Esterilização e aborto" - do Livro "A Semana da Cultura - 1935; "Tumor do acustico - Arquivos de Clinica Oftalmológica e oto-rino-laringologica de Porto Alegre, com o Dr. Ritter - 1935; "Tumor cistico da Região da dobra curva" - Publicado no "O Hospital do Rio de Janeiro - 1935; "Meningioma da Base" Arquivos de oftalmologia e de otorrinolaringologia de Porto Alegre - 1936; "Nevralgia do trigêmeo" Arquivos Rio Grandenses de Medicina – 1934; "Cortes Cerebrais" Noções de Anatomia Humana Normal, publicado na Revista dos Cursos - 1936; "Síndrome adiposo-genital" Contribuição ao estudo da sua etiopatogenia, publicado no "O Hospital" do Rio de Janeiro" - 1936; " Câncer" Conhecimentos atuais sobre a sua etiologia, patogenia, diagnóstico e tratamento. Arquivos Rio-Grandenses de Medicina, Outubro de 1937; "Ventriculografia Cerebral" obra de 330 páginas com 96 gravuras - Prefaciada pelo Professor Dr. Thierry De Martel (de Paris), 1938. Casou com Ada Beck Paglioli, de cujo matrimônio tem os filhos: Ilka, Marília, Eduardo, Vera e Gilda. Viagem de estudos a Europa no ano de 1931" - Sociedade de Medicina de Porto Alegre - Estudo crítico sobre as atualidades cirúrgicas em Novembro de 1931; "Anatomia e em briologia do encéfalo"- Sociedade de Medicina de Porto Alegre, Maio de 1932; "Neuro cirurgia" - Academia Nacional de Medicina, sob a presidência do Professor Miguel Couto - (Junho de 1933); "Cirurgia dos tumores do encéfalo", apresentação de 10 casos operados - Sociedade Medicicina de Porto Alegre (Dez, 1933); "Tumores do cerebelo" – Soc Medicicina Porto Alegre - (Maio de 1934); "Esterilisação e aborto" - Biblioteca Pública do Estado (Abril 1935); "Hidrocefalia do terceiro ventriculo e sindrome de Froehlich" – Soc. Med. Porto Alegre - Agosto, 1936; "Aspectos radiológicos da sella turca e sua interpretação clínica" - Sala de conferências do Hospital São Francisco de Assis do Rio de Janeiro (Set. de 1936); "Os tumores do verme cerebelar" - Sociedade Cirurgia Porto Alegre (Set. 1937; "Etiologia, diagnóstico e tratamento do câncer" - série de conferências. Soc. Medicina Porto Alegre - Set. 1937, com a apresentação de três casos operados, documentado com projeções e fazendo uma longa referência às últimas aquisições sobre o conhecimento das vias da sensibilidade dolorosa da medula. Além dos títulos referentes ao magistério, possui mais os de: Presidente da Sociedade de Cirurgia de Pôrto Alegre 1938; Presidente da Sociedade dos Livre Docentes de Porto Alegre, 1936; Membro do Conselho deliberativo do Sindicato Médico - 1937; Membro Titular no Estrangeiro do Instituto Argentino de Cultura Integral; Membro titular da Sociedade Brasileira de Traumatologia e Ortopedia; Membro do Comitê Brasileiro de Colaboração da Revista Médica Latino Americana de Buenos Aires; Membro do Comité de Colaboradores da Revista de Oftalmologia e otorrinolaringologia de Porto Alegre; Secretário dos Anais da Faculdade de Medicina de Porto Alegre; Membro do Conselho de Redação da Revista de Cirurgia Clínica e Experimental de São Paulo; Membro do Conselho de Redação dos Arquivos Rio Grandenses de Medicina; Paraninfo dos doutorandos que terminaram o curso em 1937; Homenageado pelos Doutorandos que terminaram o curso em 1933; Representante dos Docentes Livres junto à Congregação da Faculdade de 1926; Sócio Fundador da Sociedade de Cirurgia de Porto Alegre; Sócio da Sociedade dos Livre Docentes de Porto Alegre; Membro do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul; Membro da Sociedade de Medicina de Porto Alegre; Membro do Comité de Colaboradores da Revista "O Hospital" do Rio de Janeiro; Membro Honorário da Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro; Membro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões; Membro da Academia Nacional de Medicina; Membro correspondente da Sociedade de Medicina de Montevideo; Exerceu a cátedra efetiva de Clínica Propedêutica Cirúrgica da Faculdade de Medicina da Universidade de Porto Alegre. BONOW, Germano M. Médicos Gaúchos e a Política. Brasília: Câmara dos Deputados, 2010, p.35-36.

FRANCO, Álvaro; RAMOS, Sinhorinha Maria. Panteão Médico Riograndense: síntese cultural e histórica. São Paulo: Ramos e Franco Editores, 1943, p.547.

http://academiademedicinars.com.br/cadeiras/elyseu-paglioli/

;