PALOMBINI, Giovanni

Natural de Ascoli Piceno (Itália). Diplomou-se pela Real Universidade de Roma em 1895 - 10 julho de 1927, Caxias do Sul (RS). Iniciou suas atividades em seu país de origem, como Medico condotto, que seria um posto equivalente a médico sanitarista. Emigrou para o Brasil em 1901, inicialmente instalou-se em São Paulo, radicando-se posteriormente no Rio Grande do Sul. Clínico e cirurgião, atuou como médico itinerante nas cidades de Jaguarão, Rio Grande, Uruguaiana, Encruzilhada, Soledade e Vacaria. Transferiu-se mais tarde para Antônio Prado e Caxias do Sul. Sua chegada nas cidades era anteriormente anunciada nos jornais, juntamente com a sua formação e os modernos aparelhos de que dispunha, como o Raio X. Escreveu, durante suas viagens ao interior do estado um relato, intitulado “Usos e costumes do Rio Grande do Sul e suas Riquezas naturais”, Também colecionou exemplares de flora e fauna, minerais e artesanatos das diferentes regiões do RS. Muito humanitário e culto, foi biografado por Mário Gardelin em “Dr. João Palombini, o pioneiro e sua obra esquecida”, Rev. da Assoc. Médica de Caxias do Sul. Escreveu artigos, crônicas e fez muitas conferências. Na década de 1920, já debilitado voltou a sua cidade natal, onde proferiu diversas falas, fazendo propaganda sobre a emigração para o Brasil. Retornou ao estado posteriormente, onde faleceu e foi sepultado em Ana Rech, distrito de Caxias do Sul. Heitor, um de seus oito filhos, tornou-se médico.

SCHWARTSMAN, Leonor Carolina Baptista. Olhares do médico-viajante italiano: Giovanni Palombini no Rio Grande do Sul (1901-1914). 170 f. Dissertação (Mestrado em História) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2007.

;