PENA, Manoel Martins Santos

Natural de São Cristóvão, antiga capital de Sergipe, 22 de abril de 1831 - 14 de fevereiro de 1905, em Porto Alegre, (RS). Filho de José Martins Pena e Silvana Firmo dos Santos Pena. Formou-se pela Faculdade de Medicina da Bahia, em 20 de dezembro de 1855. Entrou para o Corpo de Saúde do Exército em 1861 e nele permaneceu até julho de 1876, quando foi reformado no posto de capitão. Participou ativamente da guerra do Paraguai, na qual serviu como cirurgião, inclusive no combate de Curuzu. Depois, prestou relevantes serviços no Hospital de Sangue, durante os combates de 24 de maio, 3 e 22 de setembro de 1866, motivo pelo qual foi agraciado com a Hábito da Ordem da Rosa. Serviu, também, como Delegado Chefe da Repartição de Saúde em Corrientes. Terminada a guerra, assumiu o mesmo posto junto ao Delegado Cirurgião-Mor do Exército, no Rio Grande do Sul. Foi distinguido com as honras de major e recebeu as medalhas comemorativas da guerra do Paraguai, instituídas pelos governos do Brasil, Uruguai e Argentina. Em 1892, foi nomeado tenente-coronel honorário do exército brasileiro.

DÓRIA, Epifânio – Efemérides, vol. 1. 2a. edição. Aracaju, 2009.

;