ROCHA, Balbino Marques da

Natural de Santa Maria (RS), 16 de junho de 1915 - 10 de agosto de 1996. Filho de Joaquim Junqueira Rocha e Esther Marques da Rocha. Formou-se na Faculdade de Medicina de Porto Alegre, em 1937. Especializou-se como Cirurgião e ginecologista e trabalhou por mais de 50 anos em hospitais como Beneficência Portuguesa de Porto Alegre e Hospital Ernesto Dorneles. Clinicou em várias instituições, como a Caixa dos Ferroviários e a Associação dos Funcionários Públicos do Estado do Rio Grande do Sul. Como escritor foi poeta regionalista, tendo encontrado grande repercussão com o poema satírico que escreveu aos 22 anos, em 1937, A Estância de D. Sarmento – Trovas do Amigaço, livro que teve mais três edições, em 1957, 58 e 73. Em 1956 publica Trança Crioula, seguindo-se A Mudança do Portela de 1957, Bruno Tivico – Trovas do Amigaço s/d, e em 1978 republica-os numa antologia com os poemas Colônia do Sacramento e Versos Esparsos.

http://juarezmachadodefarias.blogspot.com/2016/06/na-quinta-feira-16-de-junho-de-2016.html

https://www.ufrgs.br/famed/index.php/informacoes-academico-medicina/formados/72-decada-de-1930

;