RODRIGUES, Rubem

Natural de Santana do Livramento (RS), 25 de abril de 1924 - Porto Alegre (RS), 2002. Estudou no Ginásio Santanense, em sua cidade natal e, em 1944, concluiu o Curso Colegial Científico, no Colégio Rosário de Porto Alegre (RS). Formou-se na Faculdade de Medicina da UFRGS em 1950, com a tese: “Anatomia dos nervos parafrênicos”. Em 1946, fundou, juntamente com outros colegas, o jornal acadêmico “O Bisturi” e redigiu o seu primeiro editorial. Em 1947, apresentou trabalho na 1ª Semana Estudantil de Debates Científicos, em Niterói, classificando-se em 1º lugar na área de Anatomia. Em 1948, representou a Faculdade no IV Congresso dos Acadêmicos de Medicina em SP. Em 1949, recebeu o Prêmio Sarmento Leite, conferido ao melhor trabalho científico publicado. Em 1951, foi convidado pelo prof. Antonio Saint Pastous, então catedrático da III Cátedra de Clínica Médica, para ser assistente da mesma, cargo que ocupou até 1958. Em 1953, foi nomeado Auxiliar de Ensino de Clínica Médica. Em 1954, foi aprovado em 1º lugar em concurso para médico clínico da Secretaria Estadual de Saúde. Em 1955, foi eleito Tesoureiro e, posteriormente, Presidente da Sociedade de Cardiologia do RS. Em 1956, recebeu bolsa da Fundação Rockfeller, sendo aceito para estagiário no Instituto Nacional de Cardiologia do México. De 1956 a 1957, estagiou no Instituto Nacional de Cardiologia do México. Em 1958, foi nomeado Investigador-ajudante no Departamento de Eletrocardiografia do Instituto de Cardiologia do México, quando publicou vários trabalhos. Em 1959, assumiu a Chefia da Secção de Métodos Gráficos do Serviço Central de Cardiologia da Santa Casa de Porto Alegre. Foi então transferido da Cátedra de Clínica Médica para a Cátedra de Clínica Propedêutica Médica, cujo titular era o prof. Rubens Maciel. Em 1960, representou o Serviço Central de Cardiologia da Santa Casa no VI Congresso Interamericano de Cardiologia, no Rio de Janeiro, tendo apresentado oito trabalhos. Em 1961, foi aprovado para Livre-Docência de Clínica Propedêutica Médica, com a tese: “Bloqueio de Ramo Direito Associado a Crescimento Ventricular Direito”. De 1963 a 1994, foi professor Titular da disciplina de Cardiologia da Faculdade Católica de Medicina. Em 1964, foi eleito Fellow do American College of Cardiology. Em 1966, fundou e instituiu a Fundação Universitária de Cardiologia, sendo eleito seu primeiro Presidente. Em 1967, assumiu a Direção do Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul. No ano seguinte, iniciou a construção do prédio do Instituto de Cardiologia do RS, inaugurado em 1969. Em 1970, inaugurou a primeira Unidade de Tratamento Intensivo Coronariano do sul do Brasil. Em 1971, inaugurou o primeiro Laboratório de Cinecoronariografia do sul do Brasil. Em 1972, inaugurou o novo anfiteatro do Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul. Em 1973, inaugurou uma nova Unidade de Tratamento Intensivo Coronariano, a primeira totalmente computadorizada do Brasil. Em 1974, planejou e inaugurou a primeira Unidade de Tratamento Intensivo Coronariano, na Santa Casa da cidade de Rio Grande. Em 1975, organizou e presidiu o 1º Curso Internacional de Eletrocardiografia, no Instituto de Cardiologia do RS. Em 1976, organizou e presidiu o 1º Encontro Sul-brasileiro de Cardiologia. Em 1977, organizou e presidiu o XXXIII Congresso Brasileiro de Cardiologia, no qual realizou-se Mesa Redonda, via satélite, entre Porto Alegre e New York, pela primeira e única vez no Brasil. Em 1978, assumiu a Vice-presidência da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Em 1979, foi eleito Presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Em 1980, foi eleito representante da SBC na Comissão de Epidemiologia Cardiovascular do American College of Cardiology. Recebeu a comenda da Cruz Missioneira, em Santo Ângelo. Em 1981, foi eleito sócio honorário da Sociedade Francesa de Cardiologia. Em 1982, foi eleito representante da SBC junto à USCAS, Unión de Sociedades de Cardiologia de America Del Sur. Em 1983, inaugura e organiza a Unidade de Tratamento Intensivo da Santa Casa de Santana do Livramento. Em 1985, é eleito Presidente do VI Congresso Sul-Americano de Cardiologia e Presidente da USCAS/Chile. Em 1986, organiza e preside o VI Congresso Sul-Americano de Cardiologia, em Porto Alegre, abrindo a sessão inaugural via televisão, do quarto no Instituto de Cardiologia, onde estava internado. Em 1987, é eleito, pela Câmara de Vereadores de Livramento, Cidadão Honorário daquela cidade. Em 1988, assume a Coordenação do Curso de Pós-graduação em Medicina (Cardiologia) da Fundação Universitária de Cardiologia, credenciado pelo MEC/CAPES. Em 1989, comemora o XX Aniversário do Instituto de Cardiologia e lança seu livro: “Cardiologia 20 Anos”. É eleito, pela Câmara de Vereadores, Cidadão Honorário de Porto Alegre. Em 1992, preside a formatura da 1ª Turma do Curso de Pós-graduação. Em 1994, lançou seu livro de poesias “Cotidiano da Emoção. Um Poeticardiograma”, em comemoração a seu 70º aniversário. É aposentado compulsoriamente como professor Universitário. Em 1996, é eleito membro da Academia Sulrio-grandense de Medicina. Em 1997, inaugura o novo prédio do Ambulatório de Convênios do Instituto de Cardiologia. Organizou e presidiu o I Encontro de Eletrofisiologia do Mercosul. Em 1998, inauguração da nova Emergência e da nova ampliação do prédio do Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul / FUC. Foi homenageado pela Santa Casa de Livramento, inaugurando uma Sala de Cardiologia com seu nome e também pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.

http://jornal.cardiol.br/2009/set-out/outras/mestres.pdf

http://academiademedicinars.com.br/cadeiras/rubem-rodrigues/

;