SCHINKE, Werner Helmut Erich

Natural de Novo Hamburgo (RS), 9 de maio de 1927. Filho de Günther Franz Heinrich Schinke (médico) e Imgardt. Diplomou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em 1954. Especializou-se em Medicina do Trabalho. Iniciou suas atividades em Marques de Souza (RS), hoje município mas que na época era distrito da cidade de Lajeado (RS), entre os anos de 1954 e 1955, a convite do Dr. Adolfo Edmund Lauffer. Inicialmente chamado para substituir o médico durante um problema de saúde, acabou ficando e atuando com o mesmo em clínica conjunta após a sua recuperação. Nesta localidade havia um hospital, com um pequeno mas equipado bloco cirúrgico. Atuou ainda na localidade de Pouso Novo (RS), onde realizada consultas uma vez por semana em 1955. Em Salvador do Sul (RS) atuou a convite da Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria, em 1956 para atender no hospital inaugurado em 30 de novembro de 1955. Posteriormente fixou residência em Estrela (RS) em 1957, à convite do Dr. Armim Mohr, onde fundaram a Clínica Médico-Cirúrgica Mohr e Schinke. Nesta localidade atuou ainda no Hospital de Estrela, de propriedade das Irmãs Franciscanas. Sua esposa atuava como auxiliar. Neste município o médico atuou até a sua aposentadoria no ano de 2006. Sócio da Sociedade Médica do Alto Taquari, em 1955, e presidente de 1960 a 1961; Foi sócio fundador da Unimed Alto do Taquari. Além de ter sido presidente da Soges (1971-1972). Mantém com sua esposa Gisela, o Museu Residência Schinke; Cofundador do Centro Cultural 25 de Julho do Vale do Taquari, onde foi presidente (1982 a 1986) e de 2004 a 2006; Cofundador do Instituto Genealógico do Rio Grande do Sul (1985); Cofundador do Instituto Histórico e Geográfico do Vale do Taquari (1986); Membro da ALIVAT (Academia Literária do Vale do Taquari). Recebeu título de cidadão Estrelense em 22 de outubro de 1993. Publicações: Editor dos “Cadernos Culturais do “Centro Cultural 25 de Julho Vale do Taquari”, n° 1 - 1983; n° 2 - 1984; nº 3 - 1985; n° 4 - 1986; “Memorial da Sociedade Ginástica de Estrela, antigo Turnverein” – Comunicações em Anais do X Seminário Nacional de Pesquisadores da História das Comunidades Teuto-Brasileiras – Ivoti -2009; “As andanças de Documentos Antigos”, e “A organização do Memorial da SOGES”; “A Medicina no Vale do Taquari- Ensaio Histórico Autobiográfico”. Traduziu “SCHINKE, Karl Wilhelm. Diário da África: o diário de um médico alemão na guerra dos hotentotes”. Casou-se com Gisela Schulz Schinke e tiveram quatro filhos: Gert, Bruno (médico), Ralf e Walter. Gisela fez o curso de Técnica em Enfermagem da Cruz Vermelha de Porto Alegre e teria se formado em 16 de dezembro de 1954, porém preferiu comparecer à cerimônia de formatura do marido que ocorreu no mesmo dia.

SCHIERHOLT, José Alfredo. À sombra de plátanos: história da saúde do vale do Taquari. 2ª ed. Lajeado: Evandraf, 1997, p.220.

SCHINKE, Werner Helmut Erich. A medicina no Vale do Taquari: Ensaio histórico autobiográfico. Estrela: Edição Independente, 2019.

Aviso de Privacidade

O Simers utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para melhorar a experiência de usuário. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.

Ver Política
;