SEVERO, Rivadávia Saldanha

Natural de Quaraí (RS), 1 de outubro de 1889 – 4 de novembro de 1933, em Porto Alegre (RS). Filho de José Ribeiro Severo e Bárbara Saldanha Severo. Diplomou-se em Farmácia pela Faculdade de Medicina de Porto Alegre, em 1911 e em Medicina em 1914. Foi redator da “Última Hora”, em Porto Alegre, de 1915-1923. Exerceu o cargo de Diretor do Instituto Rebelo. Atuou como médico em Santiago (RS), Caçapava do Sul (RS). Foi romancista e cronista. Político, pertenceu ao Partido Libertador. Usou o pseudônimo de Paulo Simples. Publicou: Visão do Pampa, romance, ed. póstuma, 1936, 298p., Livraria do Globo, Porto Alegre. Inéditos: Velha Timbauva, romance sociológico. Sonetos e Poemas, originais extraviados, cfe. declarações de seu filho, Alberto, em janeiro de 1963.
;