BELTRÃO, Romeu Calderan

Natural de Santa Maria (RS), 6 de junho de 1923 - 16 de nov. de 1977, em Santa Maria (RS). Filho de Pedro da Silva Beltrão e Henriqueta Calderan Beltrão. Fez seus estudos primários e secundários no Ginásio Estadual Santa Maria (RS). Diplomou-se em Medicina pela Faculdade de Porto Alegre em 1934. Frequentou cursos de aperfeiçoamento em Montevidéu e Buenos Aires, e especializou-se em Oftalmologia e Otorrinolaringologia. Ainda estudante, participou do Congresso Médico Acadêmico de Recife (PE), em julho de 1933. Também participou das Jornadas Médicas Regionais de Cruz Alta (RS), em 1940, e no Primeiro Congresso Médico da Fronteira, em Santana do Livramento (RS), em 1941. Foi sócio correspondente do Instituto Histórico e Geográfico do Pará. Pertenceu ao Instituto Histórico e Geográfico de Pesquisas Literárias de Porto Alegre (RS) e foi um dos fundadores do Instituto Histórico Geográfico de Santa Maria (RS). Iniciou sua carreira médica em São Pedro do Sul (RS). Desempenhou as funções de Delegado de Saúde e Médico-Chefe do Posto de Higiene de Santa Maria (RS), onde também exerce clínica médica. Em 1938 passou a atuar como Professor Catedrático de Botânica da Faculdade de Farmácia em Santa Maria (RS) e na Faculdade de Medicina e de Agronomia da atual Universidade Federal de Santa Maria (RS). Também foi Professor de História Natural do Ginásio Santa Maria (RS). Dirigiu o Instituto de Ciências Naturais da Universidade Federal de Santa Maria (RS). Foi Professor de História do Rio Grande do Sul da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Imaculada Conceição em Santa Maria (RS), atual Universidade Franciscana. Publicou trabalhos médicos e científicos, assim como literários: “A fébre tifóide em Porto Alegre. Tese apresentada ao Congresso Médico-Acadêmico de Recife, 1934”; “Considerações históricas e profiláticas sobre tracoma, 1934”; “O contagio da tuberculose, 1935”; “A tuberculose em São Pedro, RS, 1935”; “Um caso agudo de moléstia de Chagas no RS”; (Tese apresentada às Jornadas Médicas de Cruz Alta (RS, 1940)”; "Oculista do trabalho, 1940”; “Novos casos agudos de moléstia de Chagas no Rio Grande do Sul, 1941”; “Paralisia da acomodação diftérica isolada; (Tese apresentada ao Congresso Médico da Fronteira, em Santana do Livramento (RS) 1941”; “Flórula fanerogâmica do município de Santa Maria, RS, Brasil (Primeiro Catálogo). Boletim do Instituto de Ciências Naturais da Universidade de Santa Maria, Santa Maria, n. 1, p. 3-63, 1962”; “Flórula fanerogâmica do município de Santa Maria, RS, Brasil (Primeiro Suplemento). Boletim do Instituto de Ciências Naturais da Universidade de Santa Maria, Santa Maria, n. 2, p. 115-151, 1965”; “Cronologia histórica de Santa Maria e do extinto município de São Martinho. Canoas: La Salle, 1979”. Foi colaborador dos “Arquivos Brasileiros de Oftalmologia”, de São Paulo. Foi Médico, jornalista, professor universitário, historiador e naturalista. Publicou nos jornais “O Comércio”, “Diário do Interior”, “Diário do Estado”, “A Razão” e na “Revista de Santa Maria (RS)”. Casou com Nilza Niederauer Beltrão, de cujo matrimônio tiveram Ápio Claudio e Aécio César Beltrão (médico).

FRANCO, Álvaro; RAMOS, Sinhorinha Maria. Panteão Médico Riograndense: síntese cultural e histórica. São Paulo: Ramos e Franco Editores, 1943. p. 486.

GOULART, Tiago Martins. As histórias marginais: os memorialistas e a produção do conhecimento histórico no interior do Rio Grande do Sul. Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em História do Instituto de Ciências Humanas da Universidade de Passo Fundo como requisito da obtenção do grau de Mestre em História, 2007.

https://www.ufrgs.br/famed/index.php/informacoes-academico-medicina/formados/72-decada-de-1930

http://fonte.ufsm.br/index.php/beltrao-romeu

;