BERND, Mario

Natural de Itaqui (RS), 15 de ago. de 1899. Fez seus estudos primários em Itaqui (RS) e os secundários no Seminário Central de São Leopoldo (RS) e no Ginásio Anchieta de Porto Alegre (RS). Formou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina de Porto Alegre em 1925, defendendo a tese sobre “Metabolismo do Cálcio e da Creatinina” conquistando a “Medalha de Ouro” e o Prêmio Miguel Couto. Especializou-se em Bioquímica e Doenças da Nutrição, frequentando cursos de aperfeiçoamento no Laboratório Prunell, Hospital Pasteur, Varela Fuentes, Faculdade de Medicina e Copetti, em Montevidéu. Foi interno da clínica médica dos Prof. Annes Dias e Octavio de Souza. Ex interno da 14ª enfermaria pelle e syphilis dos Prof. Nonohay e Dr. Ney Cabral. Foi Médico Chefe do serviço sanitário da Companhia Carbonífera em Butiá, 3º Distrito de São Jerônimo (RS). Atuou como médico da Companhia de Navegação Arnt em Taquari (RS). Foi médico da Companhia de Seguros “A Equitativa” em Taquari (RS). Exerceu o cargo de médico nos Serviços de Inspeções de Estabelecimentos Industriais da Diretoria de Higiene Municipal de Porto Alegre (RS). Foi médico comissionado do Governo do RS para atender os desalojados da cheia do Guaíba. Exerceu o cargo de Diretor Interino da Diretoria de Higiene Municipal de Porto Alegre (RS). Atuou em fev. 1929, como médico comissionado, do Governo do RS, para lutar contra a epidemia de disenteria bacilar que se instalou em Marques de Souza, 5º Distrito de Lajeado (RS). Também atuou como médico comissionada, do Governo do RS, em maio de 1929, para inspecionar o saladeiro de Santa Terezinha de Cruz Alta (RS) Foi Diretor do Consultório de Cirurgia de Homens da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre (RS). Foi médico interno do Hospital Beneficência Portuguesa de Porto Alegre (RS) e médico da saúde pública do RS. Atuou como médico adjunto da Maternidade da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre (RS). Ex-Assistente de Química Fisiológica (1932-1938), na Faculdade de Medicina de Porto Alegre (RS). Exerceu atividades como lente catedrático da Química Fisiológica da Faculdade de Farmácia e foi Catedrático de grego da Faculdade Filosofia, Ciências e Letras em Porto Alegre, na atual UFRGS. Também foi preparador da Cadeira de Química Geral e Inorgânica (1929), Docente-Livre dessa mesma cadeira (1929), Catedrático-interino da mesma (1932). Participou do Congresso Nacional de Medicina de Porto Alegre (1926); do Congresso Médico-Sindicalista de Porto Alegre (1933); das Jornadas Médicas de Porto Alegre (1935); do Congresso de História e Geografia de Porto Alegre (1940); e do 2º Congresso Nacional da Tuberculose realizado em Porto Alegre (1941). Foi secretário interino da Sociedade de Medicina de Porto Alegre (1927). Publicou: “Contribuição ao estudo do glutatião”, com que concorreu à Cadeira de Química Fisiológica da Faculdade de Medicina de Porto Alegre (RS); “Os três princípios de thermo chimica de Bertheloth (estudo crítico) -Tese de livre docência Química Geral e Mineral da Faculdade de Medicina de Porto Alegre (RS) em 1929”. Foi titular da Cadeira de Apolinário Porto Alegre, da Academia Riograndense de Letras; sócio da Sociedade de Biologia de Paris, da Sociedade de Biologia de Montevidéu, da Associação de Bioquímica da Argentina, da Sociedade de Endocrinologia de Porto Alegre, entre outras. Casou com Conceição Ferreira Bernd, de cujo matrimônio tiveram dois filhos: Cipriano e Fernando Ferreira Bernd.

FRANCO, Álvaro; RAMOS, Sinhorinha Maria. Panteão Médico Riograndense: síntese cultural e histórica. São Paulo: Ramos e Franco Editores, 1943, p. 487.

http://www.muhm.org.br/biografiasdigitalizadas/05103d6ba26208a36c2d95a034b9340d/ati_370.pdf

;