VASCONCELOS, Ermelinda Lopes

Natural de Porto Alegre (RS), 23 de setembro de 1866 - 1952. Filha de Joaquim Lopes de Vasconcelos e Firmiana dos Santos. A família partiu a bordo do Vapor Arinos para o Rio em 1874. Seu pai trabalhou como guardador de livros na Companhia de Navegação Fluvial. Frequentou primário na Escola Pública, e formou-se na Escola Normal de Niterói em 1881. Decidiu cursar medicina, contrariando seu pai, se preparando na Escola Pedro II. Diplomou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, em 1888, defendendo a tese “Formas Clínicas de Meningite nas crianças – Diagnóstico Diferencial”. A banca de sua defesa foi presidida pelo Imperador D. Pedro II. Clinicou no Rio de Janeiro. Trabalhou cerca de 50 anos, realizou mais de 10 mil partos, entre suas pacientes encontravam-se senhoras distintas da época, como as senhoras Deodoro da Fonseca e Rui Barbosa. Quando soube do incêndio da Biblioteca da FMBA ofereceu sua Biblioteca à Faculdade. Em 1900 realizou viagem de estudos a Europa, aperfeiçoando-se na França, na Inglaterra, fazendo estágio no Saint-James e, na Alemanha fez cursos no Hospital Charite. Em 1889 casou-se com Alberto Xavier de Sá (seu colega médico).

COLLING, Ana Maria. As primeiras médicas brasileiras: mulheres à frente de seu tempo. In: Fronteiras, Dourados (MS), v. 13, n. 24, p. 169-183, jul./dez. 2011.

Aviso de Privacidade

O Simers utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para melhorar a experiência de usuário. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.

Ver Política
;