PEREIRA, Oscar Bernardo

Natural de Porto Alegre (RS), 1 de novembro de 1901 - 1953, Porto Alegre (RS). Filho do Comendador Manoel José Pereira e de Belmira Martins Pereira,e, irmão de Manoel José Pereira Filho. Os estudos primários e secundários no Colégio Anchieta, na cidade de Porto Alegre. Formou-se pela Faculdade de Medicina de Porto Alegre em 1924, defendendo a tese: "O fenomeno de D'Herelle e as infecções pelos Bacilos Coli e Dysentéricos" sendo aprovado com distinção e ganhando medalha de ouro e o Prêmio Oswaldo Cruz. Foi Paraninfo da sua turma: Prof. Annes Dias. No ano de 1924, estagiou no Instituto Oswaldo Cruz, em Manguinhos, no Rio de Janeiro. Oscar e Manuel seguiram a carreira do pai e especializaram-se nas doenças infecto-contagiosas. Em 1926, fez o concurso de Docência-Livre em Microbiologia, defendeu a tese: "Ionometria nos meios culturais" Junto com seu irmão lideraram a construção do Hospital Sanatório Belém, sendo diretor de 1944 até 1952. Foi professor e também secretário da Faculdade de Medicina de Porto Alegre, na diretoria do Professor Raul Moreira da Silva. Obteve, junto ao Presidente Getúlio Vargas, a autorização para iniciar as obras do Hospital das Clínicas de Porto Alegre, mandado fazer um portão circular de frente na avenida Protásio Alves com os dizeres "Hospital de Clinicas da Faculdade de Medicina". Convidou os jovens de todos os clubes de Porto Alegre, para auxiliar no processo de levantar todos os postes para a linha elétrica do Hospital Belém num só domingo, enquanto eram seguidos pelos técnicos da energia elétrica. No fim de um dia conseguiram eletrificar a zona do Hospital Belém. Em 1925 casou-se com a srta. Adyla Leopoldina May. Tiveram três filhos: Oscar Belmiro May Pereira, Izabel Maria May Pereira e Manuel Adolpho May Pereira.Há um escola na cidade de Pelotas em sua homenagem.

http://antoniovalsalva.blogspot.com/2010/08/dr-oscar-bernardo-pereira.html

;