BOUSCHER, Walter

Natural de Genelsberg (Alemanha) (1902-1980). Formou-se em Medicina na Universidade de Köln (Colônia, Alemanha). Exerceu medicina Rees (Alemanha) próxima à fronteira com a Holanda, abriu uma clínica e a família vivia confortavelmente. Por um período, ele foi um dos médicos mais requisitados pela população da cidade. No entanto, com a ascensão de Hitler e o nazismo se disseminando entre o país, os pacientes e vizinhos de Anni e Walter passaram a evitá-los, deixando inclusive de pagar as consultas pendentes. Os soldados da SS fecharam o consultório e impediram qualquer um de colocar os pés no local, cancelando o trabalho na Krankenkasse (a Caixa de Assistência aos Doentes), transferiram-se para a Palestina, atuando alguns meses em Tel-Aviv e depois veio para o Brasil, em 1936, três meses depois sua esposa e filhas. Ao deixarem a Alemanha, não puderam trazer mais do que dez marcos cada um. Essa era uma das restrições impostas por Hitler para dificultar a saída dos judeus e o recomeço em outro país. Com o pouco dinheiro que possuíam, pagaram a validação do diploma de Walter para que ele pudesse continuar exercendo sua profissão. Instalou-se como médico em Estância Velha (RS) em 1936. Foi o primeiro médico de Estância Velha (RS) e auxiliou na fundação do Hospital Dom Pedro em 1939, hoje Hospital Municipal Getúlio Vargas. Há uma placa comemorativa em sua homenagem, fixada na entrada do Hospital. Antes da criação do Hospital as cirurgias e baixas médicas eram realizadas na casa da parteira Carolina Finkler, localizada na rua Portão, no Centro. Em 1947 transferiu-se para Porto Alegre (RS), atuou como médico ginecologista e obstetra no Edifício Cruzeiro do Sul, na rua dos Andradas. Casou com Anni Kiefer Bouscher, e tiveram filhas.

Entrevista de Anni Kiefer Bouscher (n° 265) está disponível para consulta no acervo de História Oral do Instituto Cultural Judaico Marc Chagall. In: https://www.facebook.com/icjmcrs/posts/3449556045075026

PREGER, Claus Michael. Médicos alemães, húngaros e austríacos no Rio Grande do Sul. In: QUEVEDO, Éverton; et al. Museu de História da Medicina - MUHM: um acervo vivo que se faz ponte entre o ontem e o hoje. Porto Alegre: Evangraf, 2016, p.137. https://odiario.net/variedades/cadernos/hospital-de-estancia-velha-foi-criado-ha-80-anos/

;