CAMPOS, Enio Candiota

Foi diplomado pela Faculdade de Medicina de Porto Alegre, em 1940. Especializou-se com o Dr. Hugo Pinto Ribeiro, que chefiava a enfermaria de dermatologia da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. Integrou, logo após a sua graduação, o serviço de Dermatologia do Departamento Estadual de Saúde, manifestando especial interesse pela paracoccidioidomicose, enfermidade que, em 1960, foi tema de sua tese de concurso para livre-docência da cadeira de Dermatologia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul “Micose de Lutz (Blastomicose Sulamericana). Na criação da Faculdade Católica de Medicina (atual Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre), em 1960, assumiu a chefia da cadeira de Dermatologia da mesma, bem como posteriormente a chefia das disciplina nas Faculdades de Medicina das cidades do Rio Grande (RS) e Caxias do Sul (RS). Desempenhou também o cargo de chefe do Serviço de Profilaxia da Lepra da Secretaria Estadual de Saúde. Faleceu em 1974. Foi homenageado com nome de rua na cidade de Rio Grande.

FRANCO, Álvaro; RAMOS, Sinhorinha Maria. Panteão Médico Riograndense: síntese cultural e histórica. São Paulo: Ramos e Franco Editores, 1943, p.493.

https://sbdrs.org.br/sbdrs/historia-da-dermatologia-gaucha/

;