DOURADO, Ângelo Cardoso

Natural de Salvador (BA), 6 nov. de 1857 – Jaguarão (RS), 23 out. de 1905. Filho de Ângelo Custódio Pereira e Filomena da Silva Dourado. Formou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina da Bahia, em 1880, com a tese “Operação Cesariana e sua apreciação, e proposições sobre: Keratitis. Heranças patológicas. Infanticídio". Atuou como Médico do Exército. Foi Presidente da Junta Administrativa de Bagé (RS), em 1890. Participou da Revolução Federalista de 1893 juntou-se à coluna de Gumercindo Saraiva, como coronel-médico. Clinicou em Rio Grande (RS) e em Bagé (RS), 1902. Especializou-se em oftalmologia. Também foi político e teatrólogo. Foi presidente da primeira junta municipal republicana até 1891. Foi um dos signatários da ata de fundação do Partido Federalista do Rio Grande do Sul, em 1892. Publicou: “Os voluntários do martírio: Fatos e Episódios da Guerra Civil”. Pelotas: Livraria Americana, 1896; “O médico dos pobres” - drama, Bahia, 1876; “As minas de ouro” - Dramas sertanejos, Rio Grande: Tip. Trocadero, 1897 e “O impaludismo no Rio Grande do Sul” estudo, Liv. Rio-Grandense, 1900; Reforma Constitucional, discurso, publicação póstuma, Bahia: Gráf. da Gazeta do Povo, 1912.

http://www2.al.rs.gov.br/biblioteca/LinkClick.aspx?fileticket=4OVblGnFioM%3D&tabid=6477

Aviso de Privacidade

O Simers utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para melhorar a experiência de usuário. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.

Ver Política
;