DUTRA, Arnaldo

Natural de Porto Alegre (RS), 1 jul. 1888 – Porto Alegre (RS), 20 maio de 1929. Filho de Miguel Antônio Dutra e Leopoldina Dutra. Formou-se em Medicina pela Escola Médica Cirúrgica de Porto Alegre, em 1926. Atuou como Médico e funcionário dos Correios e Telégrafo em Porto Alegre (RS). Teatrólogo, Jornalista, Diretor de “O Imparcial”, 1915-1916, e “Gazeta do Povo”, 1920- 1922, e foi redator-chefe de “O Exemplo” a partir de 1927, ambos em Porto Alegre (RS). Publicou, “Tipos Tipas”, comédia-revista, parceria com P. Dutra, 1918 (9/8), rep. pela Cia. Nacional de Comédias e Revistas no Teatro Coliseu, Porto Alegre; “Ai, o meu Cacete”, revista com P. Dutra, 1918, rep. pelo Grupo Teatral do Cordão Carnavalesco "Rei da Pândega", Porto Alegre.

ZUBARAN, Maria Angélica. Um arquivo de fragmentos biográficos: imprensa negra, pedagogias culturais e identidades negras. In: XXVIII Simpósio Nacional de História, Florianópolis (SC), 2015.

http://www.snh2015.anpuh.org/resources/anais/39/1459374952_ARQUIVO_Um_arquivo.pdf

Aviso de Privacidade

O Simers utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para melhorar a experiência de usuário. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.

Ver Política
;