ELIA, Ricardo d’Cassane Leone

Natural da Itália, 16 abr. 1859 – Castelo (ES), 12 jun. 1933. Formou-se em Medicina pela Real Universidade de Nápoles. Médico, veio para o Brasil em 1889, chegando ao Rio de Janeiro no dia da Proclamação da República. Seguiu para Córdoba e prestou exames na Faculdade de Medicina. Trabalhou como assistente em um antigo hospital de Córdoba, enquanto se preparava para as provas para validar o seu diploma de médico, vivendo alguns anos na Argentina e no Paraguai. Retornou ao Brasil dirigindo-se para Corumbá (MT) desenvolveu um soro que denominou de Licor scorza, como preventivo da doença conhecida por peste das cadeiras, uma epizootia que acometia os eqüinos da região. Em 1902 transferiu-se para Rio Grande (RS), Bagé (RS), São Gabriel (RS), São Vicente do Sul (RS), Jaguari (RS), Santiago (RS), Porto Alegre (RS) entre 1912 e 1914, São Francisco de Assis (RS) e novamente para São Vicente do Sul (RS). Essas andanças deram origem ao livro: D’ELIA, Ricardo. Argentina, Paraguay e Brasile: riccordi e impressioni e consigli. Torino: Tipografia Torinese, 1906. Casou com Carlota, com quem teve uma filha, Maria.

SCHWARTSMANN, Leonor Carolina Baptista. Relatos de viagem e a imigração de médicos italianos: possibilidades de estudo. In: X Encontro Estadual de História. Santa Maria, 2010.http://www.eeh2010.anpuh-rs.org.br/resources/anais/9/1278279077_ARQUIVO_leonorschwartsmann.pdf

SCHWARTSMANN, Leonor Carolina Baptista. Entre a mobilidade e as inovações:a presença de médicos italianos no Rio Grande do Sul (1892-1938). Tese apresentada como requisito para obtenção do grau de Doutor em História pelo Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, 2013.

Aviso de Privacidade

O Simers utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para melhorar a experiência de usuário. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.

Ver Política
;