FLORES, Luís Osório Nogueira

Natural de Porto Alegre (RS), 19 de janeiro de 1871 – 1942, Porto Alegre. Iniciou seus estudos primários com os Profs. Fernando Gomes e Luciana de Abreu, em Porto Alegre. Os secundários realizou nos cursos Pujol, Fraebel, Pedro II e João de Deus, Rio de Janeiro. Diplomou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro em 1895. Realizou cursos de aperfeiçoamento na Europa entre 1908 e 1930. Foi Diretor da Assistência Pública Municipal em Porto Alegre (RS), 1898-1907. Atuou como Prof. do Ginásio Júlio de Castilhos (1903). Foi Catedrático de Clínica Cirúrgica da Faculdade de Medicina de Porto Alegre, desde 1906, até sua aposentadoria. Também atuou como Catedrático de Clínica Ortopédica e Cirurgia Infantil da Faculdade de Medicina de Porto Alegre. Criador e orientador desta especialidade no RS. Exerceu o cargo de Diretor do Gabinete de Identificação e Estatística, em Porto Alegre. Foi Médico especializado em cirurgia infantil, ortopedia, dermatologia e cirurgia geral. Foi Diretor do Serviço de Clínica Pediátrica Cirúrgica de Clínica Pediátrica Cirúrgica e Ortopedia da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. Foi Membro da Academia Nacional de Medicina da Sociedade de Medicina de P. Alegre; da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia e do Conselho Penitenciário do RS. Publicou: Estudo Clínico dos Aneurismas da Aorta Torácica, tese de doutoramento, Rio de Janeiro, 1896. O Serviço de Cirurgia da Brigada Militar, relatório, P. Alegre, 1909. O Serviço Médico e Antropológico da Casa de Correção de Porto Alegre, id, id, 1914. Em Torno de Perícias de Identificação Dactiloscópicas no Local do Crime, relatório, P. Alegre, 1915. Qual a Oportunidade Operatória de Algumas Afecções Cirúrgicas Correntes, nas Doenças Congênitas da Infância? ibid, 1934. “In Memoriam dos mestres da cirurgia especializada”, Arquivos Rio-Grandenses de Med., P. Alegre, 1937. “Novos rumos dados à cirurgia infantil com o advento dos raios Röentgen”, Arquivos Rio-Grandenses de Med., P. Alegre, 1937. “Um caso de granuloma ulceroso tropical”, ibid, 1941.

Aviso de Privacidade

O Simers utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para melhorar a experiência de usuário. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.

Ver Política
;