FREITAS E CASTRO, Fernando de

Natural de Porto Alegre (RS), 3 de junho de 1887 – 18 de agosto de 1941, Santos (SP). Filho de Fausto de Freitas e Castro e Luiza da Costa e Castro. Diplomou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina de Porto Alegre (RS), em 1910. Exerceu clínica em São Francisco de Assis (RS). Transferiu-se para Porto Alegre (RS) em 1913, exerceu o cargo de preparador da cátedra de Medicina Legal. Em 1915 foi aprovado em concurso e nomeado Professor substituto da 6ª seção, integrada pelas cátedras de Higiene e Medicina Legal. Lecionou por várias essas disciplinas nos cursos de Medicina, Odontologia e Farmácia na Faculdade de Porto Alegre, assumindo posteriormente a regência efetiva da cadeira de Higiene. Em 1921 prestou concurso para o cargo de médico auxiliar da antiga Diretoria de Higiene. Designado pelo Governo do RS, esteve em 1922-1923 nos Estados Unidos, fazendo curso de Higiene e saúde pública na Universidade de Johns Hopkins. Ao regressar foi promovido a médico ajudante e, em 1929, na administração Getúlio Vargas - Oswaldo Aranha, nomeado em comissão diretor geral dos serviços de saúde do Estado. Instalou vários centros de saúde em Porto Alegre. Exonerou-se em 1933 das funções de diretor geral. Retornou ao exercício do seu cargo efetivo, no qual continuou a prestar serviços à Diretoria de Higiene até 1937, quando em virtude de lei proibiu a acumulação de cargo, optou pela Cátedra na Faculdade de Medicina de Porto Alegre (RS). Também atuou como diretor da Faculdade de Medicina. Foi Vereador de Porto Alegre, 1922. Membro da Soc. de Med. de Porto Alegre. Publicou: Tratado de Higiene, P. Alegre. “Considerações em Torno do Problema da Reorganização Sanitária do Estado do Rio Grande do Sul”, Arquivos do DES do RS, Porto Alegre, n. 6, 1946. Irmão de Fausto de Freitas e Castro. Faleceu em desastre de avião quando viajava para o Rio Janeiro (Capital), à serviço da Faculdade de Medicina de Porto Alegre (RS).

Revista de Medicina do RS. Maio a junho de 1966, p.266 - Acervo MUHM.

;