FREITAS, Antônio Saint-Pastous de

Natural de Alegrete (RS), 11 de fevereiro de 1892 – 28 de setembro de 1976, Porto Alegre (RS). Filho de Manoel Bicca de Freitas e Armanda Saint-Pastous de Freitas. Estudou no primário nos colégios C. Cruz e O. Arena, em Alegrete (RS). O secundário, em São Leopoldo (RS), no Ginásio Nossa Senhora da Conceição. Diplomou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina de Porto Alegre, em 1915, defendeu a tese “O Sterigmatocystin nigra em um caso de otomycose”. Realizou Curso de aperfeiçoamento na Europa, 1921-1922; no Prata, 1933; e em 1941 foi enviado aos Estados Unidos, por Oswaldo Aranha, ministro das Relações Exteriores do governo Vargas, para estudar a organização das instituições voltadas para os cuidados ao câncer naquele país, para que se apresentassem propostas para a conformação de políticas contra a enfermidade no Brasil. Especialista em Clínica Médica, Radiologia e Cancerologia em Porto Alegre (RS). Especializou-se em Clínica Médica, Radiologia e Cancerologia em 1916 e 1918 em Montevidéu; em 1920 e 1921 em Paris, Berlim, Viena e Munique. Em 1922 passou a exercer a medicina em Alegrete, onde fundou o Instituto de Radiologia Clínica e Eletricidade Médica, até 1927. Provedor da Santa Casa de Caridade de Alegrete 1925. Em 1928 vem para Porto Alegre e, transfere o Instituto de Radiologia Clínica. Participou ativamente das revoluções de 1923 e em 1930 como tenente-coronel e Chefe do Serviço Médico. Em Abril de 1930, passa a exercer como Professor Contratado o ensino na cátedra de Radiologia Clínica, criada pelo Prof. Sarmento Leite, a qual foi inaugurada em 16 de Abril de 1930, sendo a primeira aula em 19 de Abril de 1930, exercendo esta atividade até 1932. Foi Catedrático de Clínica Médica na Faculdade de Medicina de Porto Alegre desde 1935. Atuou como Diretor do Serviço de Câncer do Rio Grande do Sul. Em 18 de Abril de 1938 exerceu o cargo de Diretor da Faculdade de Medicina e posteriormente, Reitor da UFRGS de 1943-1944. Em agosto de 1941, inaugurou, no Hospital São Francisco, na Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, o Serviço de Radium, Roentgen e Contatoterapia, para tratamento do câncer e dos tumores em geral. Também atuou como Diretor do Hospital Moinhos de Vento, Porto Alegre. Foi Médico e pecuarista em Alegrete (RS). Líder ruralista, sociólogo e conferencista. Membro da Academia Nacional de Medicina do Rio de Janeiro, da Sociedade de Medicina e Cirurgia, Porto Alegre. Foi membro e presidente da FARSUL, Porto Alegre. É Patrono da cadeira 4 da Academia Sul-Rio-Grandense de Medicina. Publicou: Em 1931 publicou a Revista de Radiologia Clínica; “O problema médico-social do câncer no Rio Grande do Sul”, In: FRANCO, Álvaro; RAMOS, Sinhorinha Maria. Panteão Médico Riograndense: síntese cultural e histórica. São Paulo: Ramos e Franco Editores, 1943, p.145-153. O Homem e a Terra: Caminho da Evolução Pecuária, P. Alegre, Globo, 1953. A Terra e o Homem: Viver Melhor Produzindo Melhor, prefácio de Assis Chateaubriand, Ibid, 1963. “Páginas da vida”, seção permanente, Diário de Notícias, P. Alegre, a partir de dez. 1966. “O fundador do Rio Grande do Sul”, Correio do Povo, P. Alegre, 14 fev. 1970. Em Alegrete (RS) há uma escola com seu nome. Casou-se com Hilda Medeiros Dorneles.

http://muhm.org.br/biografiasdigitalizadas/05103d6ba26208a36c2d95a034b9340d/ati_31.pdf

ANDRADEL, Rômulo de PaulaI; LANALL, VanessaI. Médicos, viagens e intercâmbio científico na institucionalização do combate ao câncer no Brasil (1941-1945). In: Hist. cienc. saúde-Manguinhos vol.17 supl.1 Rio de Janeiro July 2010.

https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702010000500007

FRANCO, Álvaro; RAMOS, Sinhorinha Maria. Panteão Médico Riograndense: síntese cultural e histórica. São Paulo: Ramos e Franco Editores, 1943, p.513.

http://academiademedicinars.com.br/cadeiras/antonio-saint-pastous-de-freitas/

http://saintpastousfreitas.blogspot.com/

;