HERLINGER, Américo

Natural de Budapeste (Hungria), 9 de abril de 1901-1970. Fez os estudos primários e secundários no Ginásio Ujpest (Hungria). Diplomou-se em Medicina pela Universidade de Viena (Austria) e, posteriormente, diplomou-se em Medicina pela Universidade de Pádua (Itália), em 1927, defendendo a tese “Vacina contra stafilococo e stafilocococemia”. Especializou-se em clínica geral e cirurgia. Realizou diversas viagens de estudos e aperfeiçoamento na Europa. Desempenhou as funções de médico chefe do Pronto Socorro em Ujpeste (Hungria), foi assistente no Hospital Conde Karoly e na Maternidade de Ujpest (Hungria). Frequentou importantes Hospitais, e ultimamente no Rio de Janeiro. Transferiu-se para o Brasil chegando ao Porto de Santos em 1927. Trabalhou em Viadutos (RS), Sarandi (RS) e em Alfredo Chaves (RS), hoje Veranópolis (RS). Foi diretor do Hospital Nossa Senhora de Lourdes, e por muitos anos, único médico clínico e cirurgião, obstetra, patologista e radiologista. Casou-se com Helena Josipovits Herlinger, com quem teve os filhos: Martim, Eva Inez e Vera.

FRANCO, Álvaro; RAMOS, Sinhorinha Maria. Panteão Médico Riograndense: síntese cultural e histórica. São Paulo: Ramos e Franco Editores, 1943, p.519.

PREGER, Claus Michael. Médicos alemães, húngaros e austríacos no Rio Grande do Sul. In: QUEVEDO, Éverton; et al. Museu de História da Medicina - MUHM: um acervo vivo que se faz ponte entre o ontem e o hoje. Porto Alegre: Evangraf, 2016, p.127.

Aviso de Privacidade

O Simers utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para melhorar a experiência de usuário. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.

Ver Política
;