LEÃES, Cyro Soares

Natural de Alegrete (RS), 12 de junho de 1912 – 24 de outubro de 1967, Alegrete (RS). Filho de Arlindo Soares Leães e Lisbela Almeida Leães. Estudou no Ginásio S. Maria, em Santa Maria (RS). Diplomou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina de Porto Alegre, em 1936. Foi interno da Assistência Pública Municipal de Porto Alegre (RS), em 1936. Foi Médico do Instituto de Educação Oswaldo Aranha, em Alegrete (RS). Foi Diretor da Assistência Pública de Alegrete (RS), em 1943. Dedicou-se à Clínica Médica. Crítico e orador. Participou do 1º Congresso Médico da Fronteira, em Santana do Livramento, em 1941. Assinava às vezes C. Leães. Membro da Estância da Poesia Crioula. Publicou: Oração da Pátria Brasileira ao Cristo do Corcovado, poema, 1940, nº 3 da revista Studos, Porto Alegre. Castro Alves, estudo crítico, Alegrete, 1948. Coisas que a Gente Diz, obra póstuma, versos e crônicas, prefácio de Mário Quintana, id, Liv. e Bazar Correia, 1969. “Poema de sonho”, poema, Revista do Globo, P. Alegre, v.6, n.15, 25 jul. 1935. Casou-se com Suzy Pinto Leães, com quem teve a filha: Anabela.

FRANCO, Álvaro; RAMOS, Sinhorinha Maria. Panteão Médico Riograndense: síntese cultural e histórica. São Paulo: Ramos e Franco Editores, 1943, p.523.

https://www.ufrgs.br/famed/index.php/component/content/article?id=72:decada-de-1930&catid=20:formados-medicina-alunos&Itemid=101

;