LUPI DUARTE, Coradino

Natural de Santana do Livramento (RS), 20 de outubro de 1900. Fez os cursos primário e secundário nos colégios Nossa Senhora Sant’Ana, Ginásio Anchieta e Ginásio Nossa Senhora do Rosário, de Porto Alegre. Diplomou-se pela Faculdade de Medicina de Porto Alegre, em 1925, com a tese de doutoramento sobre “A retenção menstrual nas atresias vaginais”. Frequentou o curso do Professor Frank, no Rio de Janeiro. Participou do Congresso de Tuberculose, que se realizou em Porto Alegre, em 1941. Publicou diversos trabalhos, entre os quais “A transfusão na infecção puerperal”, “A insuficiência córtico-supra-renal na gravidez”, “Hyperemesis gravidicum, tratamento”. Desempenhou as funções de Assistente de Clínica Obstétrica da Faculdade de Medicina de Porto Alegre e da Maternidade Dr. Mario Totta, da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. Atuou como médico da firma e da Caixa Beneficente A. J. Renner & Cia. Especializou-se em Ginecologia e Obstetrícia e exerceu as atividades profissionais em Porto Alegre. Foi secretário da primeira gestão da Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Rio Grande do Sul. Casou-se com Delir Barcellos Duarte, tendo de seu matrimônio os filhos Maria Terezinha, Pedro Luís, Maria de Lourdes, Luís Carlos, Paulo Antônio, Maria Conceição, Maria Regina, Maria Aparecida e Juvenal.

FRANCO, Álvaro; RAMOS, Sinhorinha Maria. Panteão Médico Riograndense: síntese cultural e histórica. São Paulo: Ramos e Franco Editores, 1943. p. 526

https://www.ufrgs.br/famed/index.php/informacoes-academico-medicina/formados/71-1904-a-1930 https://sogirgs.org.br/sobre/

;