MAGALHÃES, Landerico Teixeira

Diplomou-se pela Faculdade de Medicina de Porto Alegre (RS), em 1911, tendo defendido a tese: “Herança e Consanguinidade”. Exerceu a profissão na mesma cidade. Casou-se com Cora Pestana Magalhães. Durante a Gripe Espanhola de 1918, o médico foi designado pelo governo do Rio Grande do Sul para atuar na cidade de Triunfo (RS).

FRANCO, Álvaro; RAMOS, Sinhorinha Maria. Panteão Médico Riograndense: síntese cultural e histórica. São Paulo: Ramos e Franco Editores, 1943, p. 528.

ALMEIDA, Antonio da Rocha. Vultos da pátria: os brasileiros mais ilustres de seu tempo. Editora Globo, 1961.

FREITAS, Fernando de Castro. Triunfo: história, gente e legendas. Editora Martins Livreiro-Editor, 1985

VASCONCELOS, Maria Lucia M. Carvalho. Educação e história da cultura: fronteiras.Editora Mackenzie, 2002.

;