MARRONI, Belmonte

Natural de Porto Alegre (RS), 16 de julho de 1914 - 19 de março de 1991, em Porto Alegre (RS). Filho de Luigi Marroni e Conceição Barleta Marroni. Estudou no Ginásio Nossa Senhora do Rosário, em Porto Alegre, até 1933. Diplomou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina de Porto Alegre, em 1939. Foi Diretor do Hospital de Vespasiano Correia, em Guaporé (RS), de 1940-1942; Atuou como médico do Hospital de Nova Bréscia, em Arroio do Meio (RS), de 1942-1946. Foi médico em Soledade (RS), de 1946-1958 e atuou como vereador em Soledade (RS) de 1951-1959. A partir de 1959 exerceu a profissão em Porto Alegre (RS). Foi romancista e teatrólogo. Publicou: O Rei do Milho, comédia, 1940 (11.2), repr. amadores em Vespasiano Corrêa. Casório Encrencado, comédia, 1942 (24.9), repr. por amadores em Arroio do Meio. O Doutor Tira-Pele, comédia, 1942 (24.9), repr. mesmos amadores e no mesmo local. E... As Águas Invadiram a Metrópole, romance, 1943, 198p., Ofs. Tipografia do Centro, Porto Alegre. A Ciumenta, comédia, 1947 (29.5), repr. amadores no Cine Imperial, Soledade, RS. O Incrédulo, drama, 1951 (28.7), repr. amadores no Ginásio São José, Soledade. O Crime do Hospital São Marcos, romance, 1975, 140p., Editora A Nação, Porto Alegre. Olhos Verdes, novela, detalhes da vitória do Sport Club Internacional (Futebol), 1976, 166p., Editora EMA, Porto Alegre. Casou-se com Jole Martinelli Marroni, tendo desse matrimônio os filho: Jorge Luiz, Cláudio Augusto (médico) e Belmonte Juarez Marroni.

FRANCO, Álvaro; RAMOS, Sinhorinha Maria. Panteão Médico Riograndense: síntese cultural e histórica. São Paulo: Ramos e Franco Editores, 1943, p. 532.

SCHIERHOLT, José Alfredo. À Sombra De Plátanos: história da saúde no vale do Taquari. Lajeado, 1997, p.206.

;