MARSIAJ, Nino

Natural de Santa Maria (RS), 5 de janeiro de 1909 – 30 de junho de 1970, Porto Alegre (RS). Filho de Atílio Marsiaj a Amália Marsiaj. Estudou no Colégio Ítalo-Brasileiro e Ginásio Santa-Mariense, em Santa Maria (RS), Ginásio Anchieta e Instituto Ginasial Júlio de Castilhos, em Porto Alegre. Diplomou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina de Porto Alegre, em 1928, defendendo a tese “Estudo anátomo-topográfico da segunda porção do duodeno”. Foi interno do Prof. Octavio de Souza, de 1926-1928; assistente da 9º enfermaria (prof. Octavio de Souza) de 1928 a 1933. Assistente da 20º enfermaria (Prof. Thomaz Mariante) desde 1933. 1º assistente da cadeira de Terapêutica clínica em 1932 e 1933. Foi Chefe de clínica da 1º cadeira de Clínica Médica em 1933. Especializou-se em Clínica Médica, tendo realizado viagens de estudo, em 1936, ao Rio de Janeiro e São Paulo. Em 1939, foi a Montevidéu, Buenos Aires e La Plata, chefiando a caravana oficial de 5º e 6º anistas da Faculdade de Medicina de Porto Alegre. Foi Livre-Docente de Clínica Propedêutica da Faculdade de Medicina de Porto Alegre, em 1932, e Catedrático interino da 3º cadeira de Clínica Médica a partir de 1935. Foi redator dos Arquivos Rio-Grandenses de Medicina, em Porto Alegre, em 1939. Médico clínico em Porto Alegre (RS). Membro da Sociedade de Medicina de Porto Alegre. Recebeu vários prêmios científicos. Publicou: Estudo Anátomo-Topográfico da Segunda Porção do Duodeno, tese de doutoramento, P. Alegre, 1928. Tratado de Clínica Médica, P. Alegre, Globo, 1935, v.1. “A amebíase no Rio Grande do Sul”, In: FRANCO, Álvaro; RAMOS, Sinhorinha Maria. Panteão Médico Riograndense: síntese cultural e histórica. São Paulo: Ramos e Franco Editores, 1943, p. 192-202. Participou do 2º Congresso Pan Americano de Endocrinologia, realizado em Montevidéu, em março de 1942. Foi membro do 2º Congresso Brasileiro de Tuberculose, realizado em Porto Alegre, em outubro de 1941. Foi membro da comissão julgadora do concurso para docente livre de Clínica Médica, em 1934. Secretário da Sociedade de Medicina de Porto Alegre, entre 1931 e 1932. Membro do conselho deliberativo do Sindicato Médico do RS (simers) de 1929 a 1933. Foi redator dos Anais da Sociedade de Medicina de Porto Alegre, em 1931. Redator dos arquivos rio-grandense de medicina desde 1939. Casou-se com Helga Marsiaj, tendo a filha: Edda

FRANCO, Álvaro; RAMOS, Sinhorinha Maria. Panteão Médico Riograndense: síntese cultural e histórica. São Paulo: Ramos e Franco Editores, 1943, p. 532.

;