MARTINS Costa, Décio de Almeida

Natural de Porto Alegre (RS), 18 de agosto de 1900 - 15 de dezembro de 1995, em Porto Alegre (RS). Fez os estudos primários e secundários no Ginásio Anchieta, da capital riograndense. Formou-se pela Faculdade de Medicina de Porto Alegre, em 1922, com a defesa da tese: “Da tuberculose no terreno sifilítico”. Especializou-se em Pediatria, fazendo curso de aperfeiçoamento no Rio de Janeiro, com o Professor Martinho da Rocha. Empreendeu viagens de estudos aos principais centros médicos europeus, estagiando em Berlim, no serviço do Professor Czerny, em Paris, no do Professor Lereboulet, e em Viena, com o Professor Hamburger (de 1928 a 1930). No ano de 1938, visitou novamente a Alemanha, tendo, então, frequentado o curso do Professor Opitz. Participou do 2º Congresso Internacional de Pediatria, reunido em Estocolmo, em 1930. Figuram entre os trabalhos que tem publicado os seguintes: “Evolução e estado atual da Pediatra”, “Das piúrias na infância”, “Da tuberculose no terreno sifilítico”, tese de doutoramento, “Da doença de Legg-Calné-Pertles”. Foi deputado à Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, em 194, tendo nessa oportunidade proferido discursos sobre organização sanitária. Desempenhou, na Faculdade de Medicina da Universidade de Porto Alegre, as funções de Assistente da cadeira de Clínica Pediátrica e Higiene Infantil, da qual foi, também, docente livre. Foi ainda Professor da antiga Faculdade Católica de Medicina. Como Raul Moreira da Silva (1891-1969), formou gerações de pediatras gaúchos. Trabalhou como Diretor do Ambulatório de Crianças da Santa Casa de Misericórdia e Pediatria da Caixa de Serviços Urbanos. Foi o fundador do Hospital Santo Antônio em 1953, um dos maiores hospitais pediátricos do Brasil. Durante toda a sua vida profissional realizou um trabalho filantrópico, voltado para a medicina preventiva. Exerceu as atividades profissionais em Porto Alegre. Foi sócio fundador do Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Sul (SIMERS), em 1934, e da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul, criada em 1936. Na afiliada gaúcha ocupou o cargo de Vice-Presidente (1946) e Presidente em três gestões (1951, 1954 e 1957). No âmbito da Sociedade Brasileira de Pediatria ocupou o cargo de Presidente no ano de 1955, tendo anteriormente se dedicado aos fóruns específicos de seu estado. Casou-se com Nelita Martins Costa, de cujo matrimônio tem os filhos Heloisa, Décio Júnior e Fernando José. Irmão de José Luís Martins Costa Jr. e de Camilo Martins Costa, cunhado dos doutores Almir Alves e Luiz Sarmento Barata. É patrono da cadeira 18 da Academia Sul-Rio-Grandense de Medicinal. Décio de Almeida Martins Costa faleceu em pleno anfiteatro da Faculdade de Medicina da Universidade de Porto Alegre no dia 26 de agosto de 1963. Morreu durante uma conferência de um professor de pediatria alemão.

FRANCO, Álvaro; RAMOS, Sinhorinha Maria. Panteão Médico Riograndense: síntese cultural e histórica. São Paulo: Ramos e Franco Editores, 1943, p. 534.

https://www.ufrgs.br/famed/index.php/informacoes-academico-medicina/formados/71-1904-a-1930

https://www.sbp.com.br/capa-teste/institucional/academia-brasileira-de-pediatria/patronos-e-titulares/decio-martins-costa/

;